sexta-feira, novembro 04, 2016

Just one tiny shadow of gray...

Fotos de flores. / Flower photos.

A imitação, é a derradeira alegria e consolo dos medíocres... pois ao fazê-lo, apenas estarão confirmando tal... em primeiro lugar, para eles mesmos...
E a minha sugestão musical para hoje, aqui fica... The Corrs - Forgiven Not Forgotten.
Foto de Ana Freire.
"(...) Sombra
Sempre será o teu destino
Esquecida num traço ultrapassado
Pela mediocridade da cópia.

Quando de repente
Quiseres sentir o que te move
Encontrarás o eco da tua alma criadora
Em luz (...)".
(SUZETE BRAINER, do blogue O piano que toca poesia-poemas).

A imitação, é a derradeira alegria e consolo dos medíocres... que ao fazê-lo, apenas o estarão confirmando... em primeiro lugar, para eles mesmos... / Imitation is the ultimate joy and comfort of the mediocre ones... which by doing so, are just confirming that... in first place, to themselves...
Apenas uma pequenina sombra cinzenta... / Just one tiny shadow of gray...

"(...) Shadow
That's what it will be always your destiny
Forgotten in a outdated dash
By the mediocrity of the copy.


When suddenly
You want to feel what moves you
You will find the echo of your creative soul
In light (...)".
(SUZETE BRAINER, from the blog O piano que toca poesia-poemas).

Imitation is the ultimate joy and comfort of the mediocre ones... which by doing so, are just confirming that... in first place, to themselves...
And my musical suggestion for today, here it stays... The Corrs - Forgiven Not Forgotten. (See the link above, on this post).
Photo by Ana Freire.


80 comentários:

  1. Ao descobrir o mundo nesta flor e a beleza do poema de Suzete, descobrimos também que é um passar por aqui.
    Beijos, Ana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muitíssimo obrigada, José Carlos!
      Já tinha esta foto, há algum tempo, e ocorreu-me que um dos trabalhos da Suzete, que tinha tido mais recentemente oportunidade de apreciar combinaria na perfeição com a mesma...
      Beijinho! Bom fim de semana!
      Ana

      Eliminar
  2. Adorei a foto, a sombra, o poema e a música por aqui! Desejo um lindo fim de semana! bjs, chica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grata pela sempre atenciosa e carinhosa presença, Chica!
      Beijinhos! Bom fim de semana, para todo o mundo, aí!
      Ana

      Eliminar
  3. Ao descobrir o mundo nesta flor e a beleza do poema de Suzete, descobrimos também que é um sortilégio passar por aqui.
    Beijos, Ana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mais uma vez, muito obrigada, José Carlos!
      Tinha notado que uma palavrita havia escapado... Imensamente grata pela atenção, de repetir o comentário!
      Beijinho
      Ana

      Eliminar
  4. Venir a visitarte, es descubrir un renacer de la primavera en cada pétalo de esa preciosa rosa.
    Cariños y buen fin de semana.
    Kasioles

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grata pela sua gentil presença, Kasioles!
      Conto visitá-la com tempo, agora por estes dias... e uma vez que já não tenho dificuldades em abrir alguns blogues, como acontecia há algum tempo atrás, no local onde me encontrava...
      Beijinho! Bom fim de semana!
      Ana

      Eliminar
  5. Adorei a tua rosa, Ana !
    Quanto ao Forgiven Not Forgotten, também é uma das que gosto !
    Em cheio, portanto.

    Um beijo e obrigado por estes belos momentos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fico contente, que as minhas escolhas, tenham sido do seu agrado, João!
      Espero que tudo esteja a correr dentro do previsto, com o seu livro... já não falta muito, não é?...
      Beijinho! Bom fim de semana!
      Ana

      Eliminar
  6. Boa reflexão sobre sombra, imitação e mediocridade!...
    Aprecio a autenticidade, originalidade... É tão bom assumir a sua própria singularidade!
    Sempre gosto de lembrar de uma frase que li na adolescência: "Só os fortes sabem ser!"
    Bom fim de semana, Ana...
    Muito carinho...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando imitações, são feitas com más intenções... não se dando crédito a quem é devido... mediocridade e inveja... andam a par da imitação... é um facto!
      Grata pela atenção e carinho de sempre, Anete!
      Beijinho! Bom fim de semana, para todos, aí desse lado!
      Ana

      Eliminar
  7. Que maravilha
    onde a essência se iguala
    à sombra até de quem vai
    retrata-la
    no brio de cada dia...~_``

    Uma bela e feliz noite
    com fragâncias envolventes
    que o frio
    aconchega seja que pio, de passarinhos
    nos seus ninhos...Por assim dizer

    Beijinhos de aqui dos calhaus frios.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma coisa é certa... as sombras são apenas um pálido reflexo, da luz alheia... por isso, sempre caminham atrás do que reflectem... pois por elas mesmo... não teriam nada que valesse a pena ser visto...
      Beijinho, João! Feliz fim de semana... embora com um tempo, meio ensombrado pela chuva, para o fim de semana!...
      Ana

      Eliminar
  8. Linda rosa. Imitar é dar valor a quem se imita.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, Béno!
      Imitar dando crédito a quem é devido... será uma forma de valorização... quando isso não é feito... a intenção passa por desvalorizar o que é imitado... muitas vezes com pretensões de originalidade própria, por parte do imitador...
      Mas claro que a qualidade... é sempre um elemento distintivo... entre imitador, e imitado... acaba-se sempre por notar a diferença...
      Beijinho! Grata pela sua amável presença e comentário, e desejando-lhe um óptimo final de semana!
      Ana

      Eliminar
  9. Minha querida Ana,

    Esta tua foto é de uma beleza rara, a imagem que cala as
    palavras diante do seu poder de comunicação.
    Que beleza de rosa que representa a essência da arte,
    da poesia e do encantamento!...
    A sua sombra é uma copia desprovida do seu brilho de luz
    imagética e fica somente como registro da forma.
    Uma forma sem essência e é na essência, a viva luz criadora.
    Quanta arte nesta tua foto!!

    O meu poema fica tão bem na tua casa, junto desta imagem
    (rosa essência...) no incentivo da singularidade da arte,
    se cada um entender a importância de Ser único, nunca
    iria desejar imitar o outro.

    Apreciei o vídeo (música), o teu texto introdução e a tua
    capacidade única expressiva de arte, querida Ana luz.
    Muito grata mais uma vez pelo teu gesto generoso de partilha
    da arte do outro e com talento para valorizar mais ainda
    esta arte, somada com a tua arte expressiva (fotografia) e
    todos os elementos de comunicação a valorizar esta expressividade.

    Um final de semana luminoso com a tua essência criadora!
    Beijinhos cheios de admiração e gratidão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida Suzete,
      Muitíssimo obrigada, pelas suas palavras sempre tão plenas de uma imensa delicadeza, ternura e generosidade, que tanto me sensibilizam e motivam... e me desarmam, pois afinal sou apenas alguém que gosta de fotografar... mas se com as minhas imagens, puder acrescentar algo mais... gosto de lhes associar uma mensagem, positiva ou útil para alguém...
      Quando vi este seu poema, há algumas semanas atrás, ocorreu-me que combinaria, com esta imagem, que já teria tirado, há algum tempo, mas que ainda estaria aguardando, por algumas palavras que melhor a contextualizassem... e as suas pareceram-me perfeitas! Na altura não tinha esta imagem, por perto... o que só veio a acontecer agora, por estes dias, assim que tive a oportunidade!...

      Eu, é que agradeço o privilégio da sua amável presença, por aqui, e de poder destacar mais algumas das suas palavras, por aqui, neste meu cantinho...

      Um beijo imenso, com os votos de um óptimo domingo, e feliz semana!
      Ana

      Eliminar
  10. Graças a luz mesmo a sombra tem uma existência . O que é que fazeriam sem luz ?
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem luz... permaneceriam na penumbra... da sua vã existência... mas pelo menos... com luz, sempre se apreciam os seus contornos... sempre obscuros...
      Grata pela atenção e amabilidade de sempre, Alfacinha!
      Um grande abraço! Bom domingo!
      Ana

      Eliminar
  11. criatividade, beleza, originalidade e singeleza são as palavras que, em minha perspectiva, melhor definem este espaço - um prazer para os olhos e para a inteligência.

    muito gratificante encontrar aqui a expressão poética (dir-se-ia o seu perfume inconfundível) da poetisa Susete Brainer, que tenho o gosto e o privilégio de apreciar e ser amigo.

    beijos para ambas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grata pelas suas palavras de apreço, Manuel, e que tanta motivação nos passam...
      E neste caso, foram mesmo as palavras da Suzete, que deram todo o sentido à foto... tirada já há algum tempo... mas que aguardava, pelas palavras certas...
      Grata pela sua amável presença, e generoso comentário!... E esperando que tudo esteja a decorrer de feição, para o lançamento do seu livro...
      Beijinho! Bom domingo!
      Ana

      Eliminar
  12. Hi Ana.

    Nicely done so with the shadow.

    Greetings from Patricia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Thank you so much for stopping by, Pat!
      I'm glad that you had liked our post!
      Enjoy your Sunday!
      All the best!
      Ana

      Eliminar
  13. A rosa é esplendorosa!
    O som fantástico e as palavras sábias!!!
    Um perfeito conjunto...bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, Gracinha! Que bom saber que o que publicámos foi do seu agrado!
      Beijinhos! Bom domingo!
      Ana

      Eliminar
  14. Excelente , Ana, porque a imitação é emsmo a confessa admiração de quem a pratica por quem imita.

    Um enorme abraço com desejo de bom fim de semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma confissão, muitas vezes, admitida pelo próprio... e que jamais a confessará perante outros que admirem o que imita...
      Esse é sempre o lado obscuro de uma grande parte de todas as imitações... retirar o valor ao que é original...
      Grata pela atenção de sempre, e simpatia, São!
      Beijinho! Bom domingo!
      Ana

      Eliminar
  15. As cópias ou imitações por muito perfeitas que sejam são sempre mas sempre inferiores ao original.
    Que maravilha estas "meninas" não conhecia e fiquei fã.
    Um abraço e bom fim-de-semana.
    Andarilhar

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo inteiramente, Francisco!... De longe, até se poderão assemelhar... mas quando se presta atenção nos detalhes, de perto... original e cópia... não têm mesmo nada a ver...
      Este grupo de 4 irmãos... têm musicas fantásticas, Francisco! Para ir descobrindo!... Em breve, deixarei mais por aqui...
      Um grande abraço! Bom domingo!
      Ana

      Eliminar
  16. Respostas
    1. Muito obrigada, Isabel!
      Beijinhos! Bom domingo!
      Ana

      Eliminar
  17. Sábias palavras emolduram a tua magnífica foto. A sombra tornou-a irresistível!
    Não conhecia o fundo musical e adorei!

    Beijinhos.

    P.S. Vou comentando em modo muito lento, pois fui submetida a uma cirurgia aos canais lacrimais,não podendo estar muito tempo ao computador.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desejando-lhe desde já uma rápida recuperação, Elisa!
      Quanto à foto... já a tinha tirado há imenso tempo... até que as palavras da Suzete, surgiram há algumas semanas atrás... e lhe assentaram que nem uma luva... dando-lhe todo o sentido...
      Mais uma vez, muito bom saber, que aprecia o que vamos deixando por aqui, Elisa!
      Beijinhos! Melhoras rápidas! Bom domingo!
      Ana

      Eliminar
  18. Ana
    gostei da imagem da rosa que achei excelente e a sombr fez toda a dferença.
    o suporte das palavras da Susete Brainer,amiga e poeta que muito admiro, ficou aqui muito bem, e gostei muito de a ler neste espaço que é um balsamo para os olhos e para a alma.
    bom fim de semana.
    beijinhos
    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grata pela simpatia e atenciosa presença, Piedade!
      E esta era uma foto, que já se encontrava para publicar há imenso tempo... mas ficava sempre aguardando pelas palavras certas no que diz respeito à eterna dicotomia entre luz/sombra... até que as palavras da Suzete, surgiram há algumas semanas atrás... e me resolveram o problema... :-)
      Mais uma vez, muito obrigada, Piedade!
      Beijinhos! Bom domingo!
      Ana

      Eliminar
  19. Respostas
    1. Algo muito frequente, no mundo das artes e da moda, infelizmente... é um facto!
      Muito obrigada, Isabel!
      Beijinhos! Bom domingo!
      Ana

      Eliminar
  20. Respostas
    1. Fico contente, por ter sido do teu agrado, Inês!
      Beijinhos! Bom domingo!
      Ana

      Eliminar
  21. Respostas
    1. Thank you so much, for your kind words and visit, Basia!
      Enjoy your Sunday!
      All the best!
      Ana

      Eliminar
  22. Ah, gostei quando você diz: "A imitação, é a derradeira alegria e consolo dos medíocres... que ao fazê-lo, apenas o estarão confirmando... em primeiro lugar, para eles mesmos". Essa ultima parte eu prefiro completá-la pra você...mostra para eles mesmos,principalmente,para os de fora que são verdadeiros incompetentes.

    Com referencia ao seu comentário dizendo que no "Velho Mundo",como é conhecido Continente Europeu, achei que não tinha o problema da pichação. Obrigado pela visita e comentário.
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem mais, J.Araújo!...
      No que me diz respeito... não tenho a menor dúvida que o façam... e há algum tempo atrás, até deixei tal, por aqui, bem expresso... antigamente aborrecia-me quando isso acontecia... mas agora... nem me afecta... sou mais eu! Não tenho tempo para me preocupar com sombras... mas sim para manter, e aumentar a qualidade do que faço, e gosto de fazer...
      O problema da pichação, ou grafitagem, como por estes lados é mais vulgarmente conhecido, tem duas vertentes... artística, havendo autênticas obras de arte, em espaços por vezes determinados pelos municípios, e outras vezes, muros e prédios abandonados, ganham uma alma nova, quando exibem tais trabalhos...
      E depois há a vertente do vandalismo puro... em que rabiscos estão espalhados um pouco por toda a parte... marcando o território de quem os pratica... como autênticos animais selvagens que são... e quando assim é, nem monumentos históricos escapam...
      Grata eu, pela sua amável visita e palavras, J.Araújo!
      Um grande abraço! Bom domingo!
      Ana

      Eliminar
  23. Hermoso post!!!!
    Buen fin de semana!!!!

    Besos, desde España, Marcela♥

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grata pela simpatia de sempre, Marcela!
      Beijos! Bom domingo!
      Ana

      Eliminar
  24. Imitação pode se tornar um vícios dos fracos pois a competência não lhe apraz
    Esta rosa com a sua sombra tão magnífica nos estimula à poesia
    E o poema da Suzete é fabuloso
    Beijos e um feliz domingo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Completamente de acordo com o que afirmou, Gracita!
      As palavras da Suzete, vieram mesmo a calhar, para esta foto, que ainda não tinha conseguido contextualizar como desejaria...
      Grata pela sua carinhosa presença, Gracita!
      Beijinhos! Boa semana!
      Ana

      Eliminar
  25. Belleza de palabras y rosa Ana. La foto es preciosa con la sombra y las gotas de rocío.
    Gracias por estar siempre 💕
    Buen domingo.
    Besos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fico contente, pelo facto da minha foto, ter sido do teu agrado, Laura!
      E eu é que agradeço o privilégio da tua presença, por aqui, e poder apreciar as tuas sensacionais partilhas, que me dão a conhecer sítios maravilhosos, do teu país!
      Beijos! boa semana!
      Ana

      Eliminar
  26. Pois, disse mto bem, Ana! A imitação está longe do original, mesmo k mto bem feita. Ora, veja-se o caso do trabalho chinês.
    Suponho k sei de k e de quem está a falar, mas as pessoas sabem distinguir, portanto só estão a dar protagonismo à "menina", na minha ótica.

    Não sei se alguém imita ou não a minha escrita, mas gostaria de encontrar um escrito parecido ao meu na blogosfera, para eu o puder apreciar e classificar, semântica e morfologicamente, mas sei k não é fácil.

    Dizem alguns que toda a gente tem criatividade, pouca, média ou assim- assim, e portanto têm "luz própria", embora eu não comungue dessa opinião. Mtos gostam da escrita de Saramago, e eu, para além de a não entender, mas eu fiz a 4ª classe, juro, não gosto da forma como a "criatura" escrevia e nada tem a ver com questões políticas.

    Qto ao vídeo, e mais uma vez não conhecia, nem grupo, nem canção, que é harmoniosa. Perdoar, mas não esquecer é importante, mas só qdo as pessoas estão mesmo arrependidas e prometem não voltar a fazer o mesmo. Enfim, vou conhecendo alg. música inglesa e a Ana, alg. francesa. É o chamado intercâmbio cultural, cá e lá ... nos nossos cantos ... (estou a imitá-la, com afetividade e amizade, e nunca rebaixando ou troçando da sua originalidade, k tem chancela própria, como todos já perceberam).

    A foto é um encanto, aí... no seu canto (esta foi só para rimar), aí... e em qualquer lugar, acrescentarei, e a sombra, SEMPRE MAIS PEQUENA, EM TUDO, é apenas uma sombra, and nothing more.

    Publicação no meu blogue, e não post, k significa posto, só no próximo fim de semana, julgo! Pouca inspiração, dificuldade em arranjar música francesa a condizer e "maldadezinha" da minha parte, tb (só gosto de dar/publicar qdo as pessoas já estão "esfaimadas e desidratadas" por...).

    Beijos e dias mto felizes, embora já frios e cinzentos.

    ResponderEliminar
  27. Este botao de rosa com a sombra é do meu agrado. Tenha um bom Domingo :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grata pela visita e palavras de apreço!
      Beijos! Continuação de uma óptima semana!
      Ana

      Eliminar
  28. Excelente fotografia. Quanto a imitações eu faço algumas. Imito os pintores, quando me apanho com um pincel tinta e telas na frente. Imito os escritores quando me ponho a escrever, etc.
    Estava a brincar, mas as imitações podem ser mais sérias se bem que nunca o serão tanto quanto os plágios, e as usurpações.
    Um abraço e bom Domingo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Infelizmente, uma prática muito comum... mais notada no mundo das artes e da moda...
      Grata pela sua amável visita e considerações, sobre o post, Elvira!
      Beijinho! Continuação de uma boa semana!
      Ana

      Eliminar
  29. Respostas
    1. Grata pela gentileza de sempre, Gigi!
      Desejando-lhe também a continuação de uma feliz semana!...
      Ana

      Eliminar
  30. Linda semana, Ana! Desculpe, não era nada disto k eu queria escrever, mas isto de me pôr a ler os comentários anteriores aos meus, tem as suas consequências, e "nefastas", por sinal. Viu-se agora!

    Estive a ler e a ver a extensão do meu comentário e pensei que não tinha escrito tanto. Caramba! Não há mão, nem mãos k aguentem! A Ana "tem de cortar" metade das minhas palavras, aquilo é só paleio, palha, portanto pratique a "censura", k eu gosto, aliás, sou a favor!

    Há pouco recebi um comentário/conversa, k não irei passar, pke foram tantos os elogios + o mel (cuidado "ca diabetes"), que até me sinto "envergonhada". Não pensava ser assim tão boa, mas a pessoa diz k sim e não me conhece, imagine se me conhecesse.

    Uma duvida k tenho e k não é existencial, mas k é importante k me clarifique, p favor! Diz-se/escreve-se nothing more or nothing else ou as duas expressões existem, embora com significados diferentes?

    Beijos e mto obrigada!

    PS: caso não queira passar esta conversa, pode fazê-lo. Por mim, tudo certo! Eu só pretendo a clarificação da minha dúvida.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por isso, é que eu normalmente sou tão parca em palavras, Céu!
      Gosto de usá-las em quantidade q.b.
      Quem dera que algumas pessoas, espalhassem boas acções, com a mesma facilidade com que espalham palavras bonitas... e admiro quem o faça... mas não levo jeito! Prefiro permanecer fiel à minha brevidade e concisão.
      Creio não estar a lança-la em erro, se disser que ambas as expressões se utilizam... mas com uma pequenina diferença...
      Exemplificando:
      There is nothing else to say... utiliza-se num contexto mais usual, comum, terra-a-terra, onde existe uma certa familiaridade com o interlocutor...
      There is nothing more to say... utiliza-se num contexto mais formal, e num tom mais categórico, definitivo, agressivo... ao bom estilo... não há mesmo mais nada a dizer!!!!
      Espero que tenha sido de alguma ajuda, Céu! E noutra altura com mais tempo, terei todo o gosto em responder ao seu comentário anterior... aliás... um dia destes, vou dar mesmo uma parada por aqui, uns dias, para deixar respostas a comentários mais atrasados...
      E mais logo... vou deixar mais algumas respostas em posts/publicações atrasadas.
      A palavra da moda que me tira do sério... é... tipo! Já reparou que o pessoal mais novo, utiliza esta palavra, em qualquer frase ou contexto... para aí, a cada dez segundos?!?!
      Enfim! Modas linguísticas... que me tiram do sério...
      Beijos, Céu! Boa semana!
      Ana

      Eliminar
    2. Parca é adjetivo k nem a Ana nem eu "conhecemos/usamos" e qdo o usamos, ah, então "a coisa aqui está preta", assim canta o outro.
      Eu tb, mas por vezes, perco-me na Linguística, mas não na língua. Pois, há pessoas que só nascendo outra vez, e mesmo assim não sei, não sei...

      Que excelente ajuda e esclarecimento! A Ana sabe k eu não sei mto de inglês, embora tivesse tido 17 na disciplina, mas adotei o Francês como minha 2ª Língua por motivos diversos.

      Bem me parecia k existiam as duas expressões, mas agora fiquei sabendo, na perfeição, pke a Ana fez uma explicação mto cabal e profissional acerca do assunto. Mto obrigada!

      Também não gosto do "tipo", e já tenho perguntado quem é esse tipo, como não gosto tb do ciao, ciao, beijinho, beijinho. Irrita-me, solenemente. Que falta de gosto e de originalidade!
      Claro k esta linguagem vai passar e outra vai entrar.

      Beijos e uma excelente semana!

      Eliminar
  31. Esta semana tenho ouvido música irlandesa e escocesa. Não ouvi The Corrs. Gosto.
    A bela rosa... bela em qualquer lugar.
    Bjos : )

    ResponderEliminar
  32. Não podia estar mais de acordo com as tuas palavras! A foto como sempre está divinal!


    Bjxxx
    Ontem é só Memória | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  33. A imitação é realmente e apenas uma sombra da verdade... Tão belo o poema da Suzete! Gosto muito do que ela escreve. O teu botão de rosa é lindíssimo...
    Uma boa semana.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  34. As imitações, por muito boas que sejam, nunca passarão de imitações.
    Mais um excelente post (pensamento, foto e poema da talentosa Suzete).
    Tem uma boa semana, querida amiga Ana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  35. Olá, Ana, muito bem conseguido este casamento.

    Sob o signo da Rosa, eu.
    Que posso dizer ao vê-la,
    nesta beleza exposta?
    Como da primeira vez, inebriado
    no húmido perfume do ardor,
    fresco e quente, senti o amor.

    Bj.

    ResponderEliminar
  36. Fui daqui para baixo e encontrei a porta fechada. Mas não me vou sem dizer: que maravilha aquela natureza desabrochada!
    Abraço e obrigado por tudo: beleza e votos.
    Bj

    ResponderEliminar
  37. Das fotos mais bonitas que aqui vi.. pela simplicidade, pela cor, peas gostas de água..
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  38. Ana:

    Não sei dizer do que gostei mais, se da foto perfumada do botão de rosa, se do "Forgiven Not Forgotten" da banda familiar irlandesa se do sensível poema da SUZETE BRAINER.

    Só não gosto de imitações :)

    Um beijinho e boa semana

    ResponderEliminar
  39. Boa e feliz Semana
    beijinhos de aqui
    que tá um destes frios
    daqueles que cortam sela que pios...Brrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrr

    ResponderEliminar
  40. Hello, lovely rose and shadow shot. Have a happy day and week ahead!

    ResponderEliminar
  41. Belíssima metáfora sobre a sombra e a imitação. Obrigada pela mensagem de carinho neste momento tão difícil da minha vida. Beijinhos.

    ResponderEliminar
  42. close to spread it's joyful smile ,
    accompanied by it's proof of existence .
    lovely expression

    ResponderEliminar
  43. Thank you for comment me I follow you on gfc now I hope you want follow me back
    Kisses for you

    ResponderEliminar
  44. Não há luz sem escuridão, Ana, e a rosa é e cereja no topo.

    Uma boa semana :)

    ResponderEliminar
  45. Tadinha da sombra... rsrs... palavras tristes e duras, mas muito bem combinadas com as belas fotos que faz, parabéns!
    Abração.

    ResponderEliminar
  46. A cópia é sempre medíocre,o que vale é sempre a original.
    Adorei o poema de Suzete Brainer,uma amiga que ainda não conheço.
    Bjs Ana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
  47. Um pensamento bem verdadeiro e uma rosa absolutamente belíssima.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
  48. Nem me fales em cópia, são tantas imagens minhas copiadas por aí, que terei que ter alguma atitude a respeito, por tantas sombras cinzentas desacertadas!
    A foto, com sempre bela e The Corrs? Eu adoro! Tudo neste grupo musical é belo.

    ResponderEliminar