terça-feira, janeiro 17, 2023

Somethimg to remember...

Fotos de edifícios e monumentos. / Buildings and monuments in photos.
Fotos de flores. / Flower photos.

A memória, é a janela que nos permite distinguir com maior nitidez, o valor de cada momento.
Aqui fica o link, com a minha sugestão musical para hoje... Elvis Presley - Can´t Help Falling in Love.
Fotos de Ana Freire.

"Agora, neste flagrante momento da memória,
recordo o teu vestido branco
estampado de malmequeres.
O dia abria-se sempre inteiro no teu corpo,
onde a adolescência ainda breve te concedia
a leveza das crianças e dos pássaros.
Sei que é primavera quando os teus cabelos
esvoaçam no desalinho da lembrança
e o grito das flores irrompe das árvores
em que baloiçavas com alegria.
Sei o teu nome porque danças sobre o meu nome.
Sei onde moras porque o coração estremece
quando te pressinto."
(Graça Pires, de seu blogue... Ortografia do Olhar).


"Now, in this glaring moment of memory,
I remember your white dress
with a marigold print.
The day always opened wide on your body,
where the still-brief adolescence granted you
the lightness of children and birds.
I know it's spring when your hair
flutters in the mismatch of memory
and the cry of flowers bursts from the trees
on which you swayed happily.
I know your name because you dance above my name.
I know where you live because my heart trembles
when I feel you."
(Graça Pires, from her blog... Ortografia do Olhar).

Memory is the window that allows us to distinguish more clearly the value of each moment.
Here it stays the link, with my musical suggestion for today... Elvis Presley - Can´t Help Falling in Love.
Photos by Ana Freire.




quinta-feira, janeiro 05, 2023

As long as there are winds and sea...

Fotos de paisagem humanizada. / Humanized landscape photos.
Fotos do litoral. / Sea coast photos.

Enquanto houver ventos e mar, a gente irá continuar... e se não formos mais ligeiros... será porque chegaremos mais devagar!
O que mais importa... é que cada um, saiba aproveitar, e consiga ao máximo apreciar, todas as possibilidades e fases, da sua rota!
Vamos lá, sem pressas... e em cada dia, procurar redescobrirmo-nos a nós mesmos... em qualidade e integridade!
Aqui vos deixo o link, com a minha primeira sugestão musical, deste ano... Homenagem a Jorge Palma (Rádio Comercial) - A Gente Vai Continuar.
Fotos de Jorge Gonçalves e Ana Freire.

"Não tenho pressa. Pressa de quê?
Não têm pressa o sol e a lua: estão certos.
Ter pressa é crer que a gente passa adiante das pernas,
Ou que, dando um pulo, salta por cima da sombra.
Não; não sei ter pressa.
Se estendo o braço, chego exactamente aonde o meu braço chega --- 
Nem um centímetro mais longe.
Toco só onde toco, não aonde penso.
Só me posso sentar aonde estou.
E isto faz rir como todas as verdades absolutamente verdadeiras,
Mas o que faz rir a valer é que nós pensamos sempre noutra coisa,
E vivemos vadios da nossa realidade.
E estamos sempre fora dela porque estamos aqui."
(Alberto Caeiro, in "Poemas Inconjuntos", Heterónimo de Fernando Pessoa).

Feliz 2023, para todos!


"I have no hurry. What for?
The sun and the moon are in no hurry: and they are right.
Being in a hurry is believing that we can pass ahead of our legs,
Or that, taking a leap, we can pass over our shadow.
No; I don't know how to hurry.
If I extend my arm, I reach exactly where my arm reaches ---
Not an inch further.
I only touch where I touch, not where I think.
I can only sit down where I am.
And this makes one laugh like all absolutely true truths,
But what is really funny is that we are always thinking of something else,
And we live like vagrants from our reality.
And we're always out of it because we're here."
(Alberto Caeiro, in "Poemas Inconjuntos", Heteronym of Fernando Pessoa; my own translation).

As long as there are winds and sea, we will proceed... and if we don't go faster... we will be there later.
What matters most... is that each one knows how to enjoy, and might be able to fully appreciate, all the possibilities and stages of their own journey!
Let's move on, with no hurry... trying each day, to rediscover ourselves... in quality and integrity!
Here I leave you the link, with my first musical suggestion, for this year... Homenagem a Jorge Palma (Rádio Comercial) - A Gente Vai Continuar.
Photos by Jorge Gonçalves and Ana Freire.

Happy 2023, to you all!



segunda-feira, dezembro 19, 2022

Merry Christmas and a Happy 2023!...

Fotos de objectos. / Objects in photos.

Em clima de alvoroço bélico, climático, económico e energético... ainda mais do que o habitual... eis que por atribulados caminhos, chegámos a mais um Natal...
Que a noite de consoada, possa ser, por todos vós, e junto dos vossos, devidamente apreciada... em segurança, com alegria, harmonia, e esperança, de que a situação pelo mundo, no próximo Natal, já se apresente bem diferente, e em versão bastante melhorada!...
E para que o espirito de Natais passados, não se desvaneça, nas recordações de Natais mais recentes, de menos boas memórias presentes, deixo-vos em seguida o seguinte link... André Rieu - Home For Christmas.
Feliz Natal para todos, com os nossos melhores desejos para 2023... com saúde e paz, no topo da lista! 
Fotos de Ana Freire.
"Um anjo imaginado,
um anjo dialéctico, actual,
ergueu a mão e disse: - É noite de Natal,
paz à imaginação!
E todo o ritual
que antecede o milagre habitual
perdeu a exaltação.

Em vez de excelsos hinos de confiança
no mistério divino,
e de mirra, de incenso e oiro
derramados
no presépio vazio,
duas perguntas brancas, regeladas
como a neve que cai;
e breves como o vento
que entra por uma fresta, quezilento,
redemoinha e sai:

À volta da lareira
quantas almas se aquecem
fraternalmente?
Quantas desejam que o Menino venha,
ouvir humanamente
o lancinante crepitar da lenha?"
(Miguel Torga, in "Poesia Completa", 1907 - 1995; numa belíssima partilha de Albino Santos, do blogue... POLYEDRO).

Festas Felizes, para todos!
Voltaremos em meados de Janeiro...


"An imagined, actual angel,
a dialectical angel, before he could leave,
raised his hand and said, "It's Christmas Eve,
peace to the imagination!"
And all the expected ritual
which before the miracle is usual
lost the exaltation.

Instead of lofty hymns of confidence
in the divine mystery,
and myrrh, frankincense and gold
spilled
in the empty crib,
two white questions, frozen
like falling snow;
and brief as the wind
that enters through a crack, quarrelsome,
in a swirl and a blow:

Around the fireplace
how many souls warm themselves
fraternally?
How many wish Baby Jesus could
come and listen humanly
the excruciating crackle of the wood?"
(Miguel Torga, in "Poesia Completa"; 1907 - 1995, in a beautiful sharing from Albino Santos, from the blog... POLYEDRO; my own translation).

In a climate of warlike, climatic, economic and energetic uproar... even more than usual... behold, through troubled paths, we reached another Christmas...
May the Christmas Eve be, by all of you, and with yours, truly enjoyed... in safety, with joy, harmony and with the hope that the situation around the world, next Christmas, will already be very different, and in a much improved version!...
And so that the spirit of past and happy Christmases does not fade away, in the less good memories of the most recent Christmases, I leave you the following link... André Rieu - Home For Christmas.
Merry Christmas to you all, with our best wishes for 2023... with good health and peace at the top of the list!
Photos by Ana Freire.
Happy Holidays, to you all!
We will be back in mid-January...




sexta-feira, dezembro 09, 2022

Paths of peace...

Fotos de objectos. / Objects in photos.

Fotos da cidade. / City photos.

Ainda que, num clima de crescentes contestações, um pouco por todo o mundo, combinado com um cenário de guerra, demasiado próxima, esta quadra festiva não se mostre como as demais...
Que o espírito do Natal nos relembre, que debaixo do mesmo céu, que nos cobre... todos somos bastante iguais... e nos permita entender, que só pelos caminhos do entendimento e da paz, podemos e devemos prosseguir... para continuarmos a progredir... e até a existir.
Que o espirito do Natal, nos relembre, que o mundo está sempre a tempo de, a todos os níveis, consigo mesmo e em cada um de nós, se reconciliar... assim estejamos dispostos a tentar!
E aqui vos deixo o link, com a minha sugestão musical para hoje... Chris Rea - Driving Home For Christmas (Saxophone Cover by Juozas Kuraitis).
Fotos de Ana Freire.
"espero que me calhe aquela fava
que é costume meter no bolo-rei:
quer dizer que o comi, que o partilhei
no natal com quem mais o partilhava

numa ordem das coisas cuja lei
de afectos e memória em nós se grava
nalgum lugar da alma e que destrava
tanta coisa sumida que, bem sei,

pela sua presença cristaliza
saudade e alegria em sons e brilhos, 
sabores, cores, luzes, estribilhos...
e até por quem nos falta então se irisa

na mais pobre semente a intensa dança
de tempo adulto e tempo de criança."
(Vasco Graça Moura, 1942 - 2014, in "O Retrato de Francisca Matroco e Outros Poemas").


"I hope I get the broad bean
one that is usual to be put in the kings' cake:
it means me and all mine are fine and awake
and that I shared with them another Christmas scene

in an order of things whose law
of affections and memory in us is engraved
somewhere in the soul are always saved
so many things missing that, I well know,

by its presence crystallizes
nostalgia and joy in sounds and sparkles,
flavors, colors, refrains, lights...
and even for the absent it irises

in the poorest seed the intense dance
from adult time with a child's glance."
(Vasco Graça Moura, 1942 - 2014, in "O Retrato de Francisca Matroco e Outros Poemas", my own translation).

Even if this is not a Christmas like the others... in an atmosphere of growing disputes, all over the world, combined with a war scenario, much to near...
May the Christmas spirit remind us, that under the same sky, which covers us... we all are pretty much the same as well... and allow us to understand, that only through the paths of understanding and peace, we can and must choose to proceed... for us to continue to progress... and even to exist.
May the spirit of Christmas remind us, that the world is always in time to reconcile with itself, and in each of us, at all levels, in the blink of an eye... as long as we are willing to try!
And the link to my musical suggestion for today, here it stays... Chris Rea - Driving Home For Christmas (Saxophone Cover by Juozas Kuraitis).
Photos by Ana Freire.