segunda-feira, fevereiro 29, 2016

So be it...

Fotos de objectos. / Objects in photos.

Existem cadeias que nos prendem... até nos sufocar.
Outras haverá, das quais, não nos desejamos libertar...
São laços que dão espaço... a quem podendo partir... simplesmente, escolhe ficar...

E bem a propósito, como sugestão musical de hoje, deixo-vos, uma versão mais recente, que adorei descobrir, de uma música sempre intemporal...

Aqui fica o link... Gareth Gates - Unchained Melody.
Foto de Jorge Gonçalves.
"Então o amor é isso... Não prende, não escraviza, não aperta, não sufoca. Porque quando vira nó, já deixou de ser laço." (MARIA BEATRIZ MARINHO DOS ANJOS).
Existem cadeias que nos prendem... até nos sufocar. Outras haverá, das quais, não nos desejamos libertar... São laços que dão espaço... a quem podendo partir... simplesmente, escolhe ficar... / There are chains which trap us... making us feel suffocated. But there will be others, of which simply, we do not want to be released... There are bonds, which simply give space... to those which, being able to choose go away... just decided to stay...
Que assim seja... / So be it...
"So, this is love... It doesn't blocks, it doesn't enslaves,  it doesn't tightens, no suffocates. Because when it turns in a knot, it has stopped being a bond." (MARIA BEATRIZ MARINHO DOS ANJOS).
There are chains which trap us... making us feel suffocated.
But there will be others, of which simply, we do not want to be released...
There are bonds, which simply give space... to those which, being able to choose go away... just decided to stay...

As a musical suggestion for today, I leave you, with a more recent version, of a timeless song... Gareth Gates - Unchained Melody. (See the link above, on this post).

Photo by Jorge Gonçalves.


88 comentários:

  1. Esse são os verdadeiros laços, aqueles que podem partir, mas escolhem ficar...

    Isabel Sá
    http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem mais, Isabel!...
      Beijinhos! Continuação de boa semana!
      Ana

      Eliminar
  2. Interessante a relação das palavras que escreveste com a imagem a qual nos mostra um detalhe deveras interessante faltando saber onde pára a chave, se bem que, relacionado, por vezes a chave está em nós mesmos, mas não somos capazes de a utilizar!

    Beijos Ana, uma boa semana!

    Rui

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso mesmo, Rui!...
      A chave está em nós... sem precisar de enclausurar, o que é verdadeiro e autêntico...
      Quem decide partir... é porque não conseguiu estar verdadeiramente presente... deixando espaço... para outro futuro...
      Beijos, Rui! Continuação de uma boa semana!
      Ana

      Eliminar
  3. Já fotografei em muitas cidades europeias cadeados representativo de juras de amores eternos.
    Quantos desses amores permanecerão hoje ?
    Pelo contrário,a tua mantém-se bem firme e eterna.
    Não sei se o intérprete é o mesmo da romântica canção de que me lembro muito bem.

    Um beijo muito amigo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muitíssimo obrigada, João!
      O intérprete... é mais novito... esta versão se não estou em erro, foi lançada em 2002... a versão que o João deve conhecer... e uma das mais populares até hoje... foi lançada em 1965 pelos Righteous Brothers!... Embora a música, ainda seja anterior, da década de 50...
      E se não estou em erro, esta música, já terá bem mais, do que umas 500 versões, em todo o mundo...
      Beijinhos! Boa semana! E uma vez mais, muitos parabéns, pela justíssima vitória no Flinpo!
      Ana

      Eliminar
    2. Por isso, Ana, já não me recordo do ( ou dos ) intérpretre !...
      Já são muitos anos, muita terra pisada...

      Obrigado pelos tus parabéns.

      Eliminar
    3. Apesar de ter feito o comentário acima depois do almoço, parece que comi LETRAS...
      Primeiro foi um "S", depois um "e"...

      Eliminar
    4. Independentemente dos intérpretes... será sempre uma musica intemporal...
      Beijinhos, João! Continuação de uma boa semana!
      Ana

      Eliminar
    5. As letras?... Acontece-me o mesmo tantas vezes... :-D Não tem a menor importância!...
      Beijinhos
      Ana

      Eliminar
  4. Lindos laços e escolhas que cabem a nós decidir e fazer, ficar ou ir...Lindo! bjs, tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, Chica!!! Também pela simpatia e assiduidade de sempre...
      Beijinhos! Continuação de boa semana!
      Ana

      Eliminar
  5. Reflexão muito joia, Ana!
    Decidir e prosseguir firmemente, sem medo de ser feliz...
    Abração e boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muitíssimo obrigada, Anete!
      Beijinhos e boa semana! Ontem não deu... mas assim que tiver um tempinho hoje... lá irei espreitar o seu outro blog, de que me falou...
      Ana

      Eliminar
  6. Respostas
    1. Muito obrigada, Teresa!
      Continuação de boa semana! Beijinhos
      Ana

      Eliminar
  7. Ana,muitas vezes nos encontramos dentro das nossas cadeias que nós mesmos construímos e para isso,precisamos saber em que lugar estão as chaves para abri-la.
    Linda reflexão.
    Bjs e uma ótima semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade... uma vezes criamo-las, outras vezes serão criadas por outros...
      Inevitavelmente, elas também sempre surgem, nos nossos caminhos... mas que os laços criados... suplantem todas elas... pois são bem mais recompensadores...
      Beijos, Carmen! Grata pela sua presença e gentileza de sempre...
      Continuação de uma boa semana!
      Ana

      Eliminar
  8. O laço do amor verdadeiro, nesse qualquer um queria estar preso. Lindo. Obrigada pela presença carinhosa de seus comentários no blog. bjs. Vou conferir a cançao.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada eu, Lourdinha! Pela sua presença, e simpatia!...
      Muito bom, tê-la de volta!
      Beijinho! Continuação de uma boa semana!
      Ana

      Eliminar
  9. Que nessa semana todas as cadeias sejam quebradas.

    bjokas =)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Digo o mesmo, Bell!
      Só laços... muitos laços... embrulhando coisas e sentimentos bonitos...
      Beijos! Continuação de uma boa semana, para você!
      Ana

      Eliminar
  10. Hello Ana, one must be always happy to stay and not feel bonded. Lovely post and words. Happy Monday, enjoy your new week!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. You're right, Eileen!...
      Thank you so much, for your kind words and visit!
      Have a nice weekend!
      Ana

      Eliminar
  11. palavras que se enquadram muito bem na foto apresentada.
    gostei, parabéns ao Jorge.
    boa semana e boas fotos
    beijinho
    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, Piedade!
      Um beijinho grande! Continuação de uma feliz e inspirada semana, também por aí, desse lado!...
      Ana

      Eliminar
  12. Adorei a escolha de palavras e a imagem! :D
    Obrigada pelo teu comentário no meu blog, espero que o continues a visitar e a gostar dos conteúdos! Adoro o teu blog, as tua as tuas palavras e imagens. Muitos parabéns!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muitíssimo obrigada, Edna!
      Também adorei o teu espaço... que sem dúvida, visitarei mais vezes...
      Grata pelas tuas palavras e simpatia! E aparece sempre que queiras!...
      Beijinhos! Continuação de uma boa semana!
      Ana

      Eliminar
  13. Não gosto de cadeados...vejo-os sempre como inibidores da liberdade.

    Adorei a foto e ouvi-a ao som de uma música da qual não conhecia esta versão.

    A foto está um luxo. Parabéns pela foto.
    Tenho uma de um cadeado para a usar no fecho do meu blog.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aqui foram mais utilizados, no sentido figurativo, como suporte do texto... mas haverá muitas relações humanas... que serão assim... igualmente inibidoras... e de evitar a todo o custo...
      Também gostei de descobrir, esta versão desta música, sempre intemporal...
      Muito obrigada, pela visita, e pelas palavras sempre motivadoras, Elisa!...
      O seu cadeado?... Ora aí está... essa deve ser a unica fotografia, que eu sei que não irei gostar de ver, por lá no seu blog, Elisa!... Se for usado para esse fim, claro!...
      Desejo que o seu blog, dure muito... muito e muito tempo, ainda, Elisa!...
      Beijinhos! Continuação de boa semana!
      Ana

      Eliminar
  14. Uma foto original , dificilmente teria a ideia de fotografar um cadeado_ e tanto significado e pensamentos ele sugere!
    A mim, dada a violência mais presente nessa cidade que vivo, lembraria logo de ter um pra deixar bem fechadinho rsrs
    Quanto ao amor se imaginarmos algo trancado assim certamente vai enrolar que nem nó de marinheiro' rs _ um laço já romantiza mais e podemos considerar.
    abraços Ana abraços Jorge, gostei muito!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é! Sempre se associa o cadeado mais a segurança... mas em termos de relações humanas... poderá estar mesmo associado, a uma sensação bem contrária... passando mais insegurança, mesmo!...
      E que mais laços, do que nós, façam parte, das vidas de todos nós, Lis!...
      Beijos! Esperando que a Pitty esteja melhorando em bom ritmo...
      Ana

      Eliminar
  15. O engraçado é perceber que existem trancas feitas para nos libertar.
    Cadinho RoCo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim... também protegem... uma outra forma de interessante abordagem, Cadinho... e também nos libertam... também por dentro...
      Abraço! Continuação de boa semana! Agradecendo sua visita e palavras...
      Ana

      Eliminar
  16. Sua escolha foi bem pertinente!
    Os laços são bem importantes desde que o nó não aperte!
    Gosto de laços com afinidades...
    Não conhecia o vídeo e gostei!
    Belo olhar e bj amigo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso mesmo, Graça!...
      Os melhores laços, são os que nos transmitem proximidade... sem clausura... pela afinidade...
      Fico contente, que as minhas escolhas, estejam agradando, aí desse lado, Graça!...
      Beijinhos! Continuação de uma boa semana!...
      Ana

      Eliminar
  17. Bonita selección de palabras e imágenes!!!
    Buen comienzo de semana, querida Ana!!! mi g+ para tu post!!!

    Besos, desde España, Marcela♥

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muitíssimo obrigada, Marcela!...
      Grata, pela tua já indispensável presença, e simpatia!...
      Um beijinho grande! Bom final de semana!
      Ana

      Eliminar
  18. Respostas
    1. Obrigada, Sofia!
      Beijinhos! Bom fim de semana, para ambas!
      Ana

      Eliminar
  19. Os nós apertam demais, e o amor para ser amor tem que ser livre, cada um tem de criar laços que não sufoquem as vontades e aspirações do outro. Todos temos de sentir a liberdade de poder ir, mesmo que queiramos ficar.
    A foto é bem significativa, e não conhecia essa versão de "Unchained Melody". Gostei muito.
    Boa semana, Ana.
    xx

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, Laura!... Concordo totalmente, com as suas palavras...
      Esta versão da música, achei-a muito bonita... para além das imagens terem muito maior qualidade, do que a insuplantável versão dos Righteous Brothers... que já tem uns bons anitos... mas que, ainda assim, considero a melhor de todas...
      Beijinhos! Bom fim de semana!
      Ana

      Eliminar
  20. Oi Ana querida


    Concordo que o amor não pode sufocar...
    Senão não é amor.

    Beijos
    Ani

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso mesmo, Ani!...
      Beijinhos! Grata pela tua presença e simpatia...
      Bom fim de semana!
      Ana

      Eliminar
  21. Os cadeados são segurança e os laços são enfeite. Os nós desatam-se quando é preciso. Convém que não sejam muito apertados.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. No entanto, Benó, os cadeados... simbolizam uma segurança forçada... quase obrigada... e amar por obrigação... acho que não se consegue... ou se ama... ou não... mas permanecer juntos por obrigação... conveniência... interesse... comodismo... essas... é que são mesmo as cadeias que mais frequente encontramos... ligadas ao amor...
      E quantas vezes, as pessoas permanecem juntas... sem já haver verdadeiros laços, entre elas?...
      Beijinhos, Benó!... Grata pela habitual presença, simpatia... e considerações sinceras, que muito aprecio!...
      Bom fim de semana!
      Ana

      Eliminar
  22. Grande e profundo pensar
    que as coisas são mesmo assim
    mas cá pra mim
    abaixo seja que corrente
    mas o cadeado
    fica na mente de quem sente...~_***

    Uma feliz e bela semana
    e um xoxo de aqui dos calhaus também.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Usei este cadeado, mais pela força do simbolismo... associado às palavras...
      O lado mais positivo... é que um cadeado e respectivas correntes, também sirvam para proteger... e nunca para prender...
      Beijos, daqui da Aldeia Ensolarada!... Bom fim de semana!
      Ana

      Eliminar
  23. Belas palavras por vezes cabe a nós decidir se ficamos presos ou não.
    Um abraço e continuação de uma boa semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem mais, Francisco! É isso mesmo!...
      Grata pela habitual simpatia, e amabilidade...
      Abraço! Bom fim de semana!
      Ana

      Eliminar
  24. Respostas
    1. Bom tê-lo de volta!...
      Abraço! Bom fim de semana!
      Ana

      Eliminar
  25. Respostas
    1. Muitíssimo obrigada, Gigi!
      Beijinhos! Um óptimo final de semana, para você!...
      Ana

      Eliminar
  26. Quem ama dá liberdade à outra pessoa.

    É assim que eu penso, mas se me traem a confiança é o corte total e definitivo !

    Beijinhos, Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é!... Também sou um pouco assim... a confiança, só se perde uma vez... depois... jamais voltará a ser a mesma coisa...
      Beijinhos! Bom fim de semana!
      Ana

      Eliminar
  27. Olá Ana,

    Perfeita a reflexão.
    Somente soltando (deixando livre) e que se prende verdadeiramente um amor. Não nascemos para viver engaiolados, por mais bela e confortável que seja a gaiola. Nascemos livres e somente a liberdade é capaz de nos levar à prisão opcional.

    Eu amo a música. Desde que assisti ao filme Ghost, pela primeira vez, esta música nunca mais saiu de mim. Linda a versão que você trouxe.

    Parabéns ao Jorge Gonçalves pela originalidade da ótima foto.

    Beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Adorei as suas palavras, Vera! "Somente a liberdade, é capaz de nos levar à prisão opcional"... Brilhante!!! Esta sua reflexão!...
      Esse filme "Ghost", e o "Always"... são dos meus preferidos de sempre... até hoje... e penso que serão mais ou menos, da mesma época!...
      Muito obrigada, Vera! Pelas suas considerações que adoro, e pela gentileza de sempre!...
      Beijinhos! Bom fim de semana!
      Ana

      Eliminar
  28. Um pensamento brilhante e uma excelente fotografia.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muitíssimo obrigada, Maria!
      Beijinhos! Bom fim de semana!
      Ana

      Eliminar
  29. Boa noite Ana,
    Sempre brilhante o seu modo de pensar!
    Nem consigo acrescentar mais nada, pois as suas três frases, o pensamento e a magnifica foto expressam de forma sublime o seu sentir.
    Gostei de recordar a musica agora na nova versão! Há muito que não a ouvia e era uma das minhas preferidas de então (longos anos já se passaram, que nem sei como foi;))!
    Sobre o que deixou lá no meu cantinho, nem sei como agradecer-lhe as suas palavras tão gratificantes que me criam uma enorme responsabilidade;))!! Vou ter que melhorar e muito. Ou seja recuperar tempo perdido....
    Beijinhos com o meu carinho e gratidão.
    Ailime

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É muito amável, Ailime! Mas eu é que adoro, as suas palavras... que tenho vindo a descobrir por lá... nos seus Sinais... que é um espaço perfeito... não para recuperar o tempo perdido... mas para aproveitar o tempo certo... com mais vivência... mais disponibilidade... e mais sensibilidade, para a escrita...
      Beijinho! Agradecendo as suas carinhosas, e motivadoras palavras!...
      Bom fim de semana!
      Ana

      Eliminar
  30. Sabe , Ana, já aqui pus penas para construir um ninho . Sem cadeado de preferência para sair procurando as cores do meu estado de espírito de momento . O cadeado é duro . Os laços , com a sua suavidade embelezam , fazem sorrir a alma . Sejam então laços em cadeia para que a sua simpatia dure, perdure enquanto as fotografias belíssimas transmitam as mensagens que nos fazem refletir e irmos embora com pena já de partir.
    Grande beijinho !!!:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muitíssimo obrigada, pelas suas palavras, Manuela, que mais uma vez, tanto me sensibilizam!...
      Um beijinho grande... grande... grande...
      Desejando-lhe um feliz fim de semana!...
      Ana

      Eliminar
  31. OI ANA!
    UM LAÇO É ALGO QUE PRENDE MAS, PODE SER DESFEITO A QUALQUER MOMENTO CASO SE QUEIRA, JÁ UM NÓ, MUITAS VEZES MESMO QUE QUEIRAMOS NÃO O CONSEGUIMOS DESATAR.
    A FOTO É LINDA.
    ESPERO ANSIOSA ANA, VOU FICAR MUITO FELIZ.
    ABRÇS

    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um laço... sempre simboliza afectividade...
      Já um nó... ou uma cadeia... sempre simboliza opressão... coação...
      Que a nossa vida, seja repleta de laços... muitos laços... e poucos nós!...
      Distinção, mais do que merecida, Zilani!... Pelo enorme talento, e sensibilidade, que sempre revela, em todos os seus textos e poemas...
      Beijinhos! Bom fim de semana!
      Ana

      Eliminar
  32. Bom dia querida Ana.
    O amor não deve apertar , encorrentar, o amor tem que ser livre, cada um tem que sentir as suas assas, mesmo que não tenha vontade de voar. O direito de ir e vim deve sempre prevalecer. A foto é linda, serviu perfeitamente com o texto , tão bem escrito., e não conhecia essa versão de "Unchained Melody". Muito linda.
    Amiga que seja um maravilhoso més de Março para você, sua amada mãe e família. Enorme abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Imensamente grata pela suas palavras, Mirtes!...
      Esperando que por esta altura, já se encontre bem melhor!... Com sua pressão mais estabilizada!...
      Desejo-lhe um feliz final de semana! E que a segunda quinzena deste mês seja passada, com bem menos sobressaltos, em termos de saúde!...
      Um beijinho grande! Rápidas melhoras!
      Ana

      Eliminar
  33. Ana, o amor só comporta laços opcionais, aqueles que aceitamos por não querer partir. Laços que nos unem aos amigos e a todas as pessoas com quem gostamos de estar. Correntes e cadeados não foram feitos para aprisionar pessoas a sentimentos. A segurança não mora neles. Gostei muito das colocações e amei a foto, tão significativa na leitura que lhe deu. Bjs.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É bem verdade, Marilene! Em matéria de emoções... a segurança, não mora em correntes e cadeados!...
      Muito obrigada, Marilene! Pelas suas palavras e considerações... que adoro, por demais!...
      Beijos! Bom fim de semana!
      Ana

      Eliminar
  34. A foto está interessante, assim como a frase. Há sempre cadeias que nos prendem outras a que nos deixamos prender, ou não vivêssemos nós em sociedade! É impossível não ter algumas cadeias:)

    Beijinhos:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Algumas cadeias, serão inevitáveis... mas noutras... se quisermos... teremos sempre, uma palavra a dizer...
      Beijinhos, Isabel! Bom fim de semana!
      Ana

      Eliminar
  35. Boa noite, venho principalmente agradecer pelos comentários tão simpáticos que deixas sempre pelo meu blogue, obrigada pelo apoio e pela partilha que fizeste de quando tiveste situações também muito complicadas de lidar na altura da Universidade.
    Apesar de não comentar sempre, costumo ler o que por aqui escreves. Um beijinho muito grande, e sim, aplica-se psicologia em muitas frases que por aqui partilhas, aliás, penso que a psicologia é uma área tão abrangente que está por todo o lado eheh!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grata pela tua presença, e palavras, Diana!...
      Esperando que te encontres melhor...
      Um beijinho grande!... Desejo-te um feliz fim de semana... e ficando a aguardar mais imagens das lanzudas...
      Ana

      Eliminar
  36. Oi, Ana, amar é dar liberdade, é querer o bem em todas as circunstâncias.
    Bem, quanto à música... há anos é a preferida, mas não conhecia essa versão e sim pelos Righteous Brothers - UNCHAINED MELODY - GHOST. Extremamente triste, pois colocamos na cremação de minha mãe, mas não menos bela! Encontro muita beleza na tristeza, é algo que vem lá do fundo, tão verdadeiro, tão puro, tão intenso... Acabo aqui o comentário, querida amiga, não dá para aguentar...lágrimas não pedem licença. Brotam.
    Grande beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Tais!...
      Efectivamente, amar verdadeiramente, é mesmo querer o bem, de alguém, em quaisquer circunstâncias...
      Quanto à música... bem... agora fiquei triste, se esta, de alguma forma, fez despoletar recordações assim dolorosas...
      Um beijinho grande! Bom final de semana, Tais!...
      Ana

      Eliminar
  37. Voltei, Ana. Para meditar sobre essa fidelidade aos sentimentos ou à razão. E dizer que a foto do Jorge é o achado (perfeito) para ilustrar o texto.
    Afetuoso abraço,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muitíssimo obrigada, José Carlos!... Por nos prestigiar novamente, com a sua amável visita e palavras!...
      Um grande abraço! Desejando-lhe um excelente final de semana!...
      Ana

      Eliminar
  38. Querida Ana, quando escolhemos estar presas é porque essa prisão é uma libertação.
    Que maravilhosa interpretação de uma canção intemporal que sempre me emociona quando a ouço.

    Um beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, Fê!...
      Haverá sentimentos que nos prendem... outros simplesmente, nos fazem voar...
      Fico contente, que tenha apreciado a minha sugestão musical!... Também acho, que será sempre, uma música intemporal!...
      Beijinhos! Bom fim de semana!
      Ana

      Eliminar
  39. Cadeias e encadeados.
    Boa foto. Concordo

    Nó ou laço?
    Se nó demasiado...
    apertado cansa, sufoca,
    é instrumento de dor
    Preferível será o laço
    comum delicado
    de boa mente atado,
    é bonito e promissor.

    Bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo, Agostinho!
      Bem melhor, estarmos rodeados por laços... do que sufocados, e enredados em nós!...
      Beijinho! Desejando-lhe a continuação de uma boa recuperação! E um óptimo fim de semana!...
      Ana

      Eliminar
  40. Belíssimo! Linda integração de música, frase e foto.
    Vou conferir essa versão, pois essa melodia é mesmo atemporal.

    Abração esmagador.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muitíssimo obrigada, Márcia!...
      Estou devendo a você, um montão de visitas... que farei amanhã com mais tempo e disponibilidade... pois sempre gosto de apreciar as novidades no seu canto, com calma... apreciando todos os detalhes, sempre tão bonitos!...
      Um beijão, ultra mega gigante! E um fantástico final de semana!...
      Ana

      Eliminar
  41. Respostas
    1. Oi, Mia!
      Bem-Vinda! Que bom que gostaste!...
      E agora que nos descobriste... volta sempre que queiras!...
      Beijinho! Bom fim de semana!
      Ana

      Eliminar
  42. Palavras, foto e música perfeitos Ana, beijo.

    ResponderEliminar