sexta-feira, abril 13, 2018

Pieces of another time...

Fotos de edifícios e monumentos. / Buildings and monuments in photos.

Pedaços de um outro tempo... com outro ritmo de vida... e outros valores...
Assim considero este pormenor, que vos deixo hoje, na imagem abaixo, da fachada exterior, dos antigos Armazéns Grandella... a qual foi reabilitada, na sequência do grande incêndio no Chiado, em Agosto de 1988, que destruiu por completo, todo este espaço... actualmente integrado nos "Grandes Armazéns do Chiado"... projecto que remodelou, e modernizou o mesmo.
Contudo, o espírito de outrora, de toda esta área comercial, jamais foi recuperado... assim se provando que, por vezes, o que foi... não volta a ser!...

Devo ter passado por este edifício, centenas de vezes... antes de realmente, ter olhado com olhos de ver, para estes seus pormenores, numa imagem semelhante a esta, e que há algum tempo atrás, pude apreciar no admirável blogue do Zekarlos... Cenas Soltas... e, em que cada um dos seus formidáveis trabalhos, sempre me relembra, que o que faz uma grande foto... não é o que é fotografado... mas antes, a subtileza, e a qualidade, dos seus detalhes!...
Aqui fica a minha sugestão musical, para hoje... Tatanka - Alfaiate.
Foto de Ana Freire.
"Sempre por bom caminho e segue." (FRANCISCO DE ALMEIDA GRANDELLA, 1853 - 1934).
Pedaços de um outro tempo... com outro ritmo de vida... e outros valores... Assim considero este pormenor, que vos deixo hoje, na imagem abaixo... / Pieces of another time ... with another rhythm of life... and other values... That's how I consider this detail, which I leave you today, in the image below...
Pedaços de um outro tempo... / Pieces of another time...

"Always on the right track and proceed." (FRANCISCO DE ALMEIDA GRANDELLA, 1853 - 1934).
Pieces of another time... with another rhythm of life... and other values...
That's how I consider this detail, which I leave you today, in the image above, of the exterior facade of the old Grandella Warehouses... which was rehabilitated, following the great fire in Chiado, in August 1988, which completely destroyed all this space... currently integrated in the "Department Stores of Chiado"... a project that remodeled, and modernized these buildings.
However, the spirit of other times, in all this commercial area, has never been recovered... thus proving that sometimes... what was... can not be again!

I must have passed in front of this building hundreds of times... before I really, having looked at it... with eyes that see, and that finally noticed for these details, after having seen them, in an similar image to this one, which some time ago, I could appreciate in Zekarlos excellent photoblog called... Cenas Soltas... in which, and in each of his great shots, he always reminds me, that what makes a great image... it is not what is photographed... but the subtlety, and the quality, of the details!...
Here it stays my musical suggestion, for today... Tatanka  - Alfaiate. (See the link above, on this post).
Photo by Ana Freire.


146 comentários:

  1. Muito bem. Passando e desejando um feliz fim de semana.
    .
    * Fonte Divina de Amor Sentido *
    .
    Desejando um dia feliz.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, Gil, pela simpatia e atenção de sempre!
      Um grande abraço! Feliz fim de semana!
      Ana

      Eliminar
  2. Tantas vezes passamos , sem nem ao menos perceber os detalhes. Por isso vale sempre a atenção e o reolhar! Lindo post, palavras e foto! Ótimo fds! beijos,chica

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, Chica!... Há sempre um mundo de pormenores que nos escapam... se realmente não desenvolvermos a capacidade de ver... o que olhamos...
      Felizmente, pessoas como a Zekarlos, com os seus espectaculares trabalhos, tem-me ajudado imenso, nesse aspecto... a reeducar o olhar... para que, até algo aparentemente banal... adquira um carácter especial!...
      Muito obrigada, Chica, pela simpatia de sempre!
      Beijinho! Bom fim de semana, para todos, aí desse lado!...
      Ana

      Eliminar
  3. Ana pedaços de outros tempos de esplendor ... com uma mensagem bem actualizada
    e que raramente se vê neste tipo de obra de arte!
    Gosto do som e o olhar é bem interessante!!!
    ...
    Uma sexta 13 ... com muita SORTE!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, Graça! Tudo tinha mais encanto... até a arquitectura da época... com tantos detalhes deliciosos e requintados... como se pode apreciar neste estilo de pormenores... onde até uma mensagem bem positiva e motivante, é deixada, a quem passa... hoje em dia... optou-se por uma estilização pura de uma grande maioria dos edifícios, sem grandes pormenores de relevo, que nos fiquem na memória... desenvolvendo-se assim o culto da desatenção... e da indiferença, ao que se passa em volta... e isto, de facto, acaba por ser interiorizado... com as pessoas, agindo de acordo, com o ambiente reflectido, em torno delas... e pior... agindo assim, também umas para as outras...
      Muito obrigada, Graça, pela sua simpatia, e palavras!...
      E para quem gosta de apreciar fotografia de qualidade... aconselho vivamente, a ir espreitar o espaço do Zekarlos... e a apreciar os seus surpreendentes trabalhos!...
      É verdade! Ontem foi uma sexta-feira 13... felizmente, não sou supersticiosa... a sorte e o azar... batem-nos à porta, todos os dias...
      Beijinhos, Graça! Bom fim de semana... e que seja repleto de bons motivos para fotografar, de preferência!...
      Ana

      Eliminar
  4. Uma obra de arte, Ana.
    Mas dificil de conservar. Suja muito.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E esta foi mesmo uma obra de arte... que já sobreviveu a um trágico acontecimento... como foi o incêndio no Chiado em 1988...
      De facto, obras assim, exigem uma maior manutenção... mas ainda assim... continuam a fazer toda a diferença, nas nossas cidades... felizmente, a fachada deste grande edifício, sobreviveu a essa tragédia do incêndio...
      Beijinho! Grata pela sua gentil presença, Liliane!
      Ana

      Eliminar
  5. O que faz uma grande foto....sim, concordo. Uma qualidade que me falta. :)
    Prestei atenção aos pormenores desta vez e admiro o talento de quem criou esta "peça".

    Tb não conhecia este talento musical.

    Um belíssimo fim de semana!

    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Realmente, hoje em dia... estes trabalhos pormenorizados, embutidos em pedra... já não se encontram... e contudo, acompanharam-nos... ao longo da história da civilização... mas já praticamente não se fazem!... Sinais da involução dos tempos... e da regressão a muitos níveis, para onde o chamado "progresso", nos empurra... também ao nível da estética... nas nossas cidades, de agora... em que o estilizado, o descaracterizado... virou tendência... também porque pode eliminar imensos custos extra, quando se trata de pôr um qualquer edifício de pé... mas retirando-lhes toda a alma...
      Fico contente, por lhe dar a conhecer, mais um intérprete português, que ainda não conheceria, Catarina!...
      E querendo apreciar trabalhos fotográficos de alta qualidade... basta ir espreitar o espaço do Zekarlos... :-)
      Beijinhos, Catarina! Grata pela simpatia de sempre... e continuação de dias muito felizes, por aí!...
      Ana

      Eliminar
  6. Fotografias fantásticas. Adorámos o que encontrámos por aqui.

    Convidamos a ler o capítulo IX do nosso conto escrito a várias mãos "Voar Sem Asas"
    https://contospartilhados.blogspot.pt/2018/04/voar-sem-asas-capitulo-ix.html

    Bom fim-de-semana.
    Saudações literárias!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito agradecida, pela vossa amável presença!...
      Será um prazer imenso, descobrir o vosso espaço, nos próximos dias, com um pouco mais de tempo!
      Bom fim de semana! Saudações literárias... e fotográficas!... :-)
      Ana

      Eliminar
  7. Какие правдивые слова! Это правда - иногда нужно посмотреть несколько раз, что бы увидеть и понять ...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, Elena! A pressa dos nossos dias, às vezes, retira-nos a capacidade de sabermos apreciar devidamente, uma série de pormenores, que nos rodeiam, e que acabam por passar despercebidos...
      Muito obrigada, pela tua amável presença!
      Beijinho! Bom fim de semana!
      Ana

      Eliminar
  8. Respostas
    1. Thank you so much, dear Anne!
      Enjoy your weekend ahead! Kisses!
      Ana

      Eliminar
  9. Uma imagem de marca de outros tempos que marcou certamente o olhar de muita gente.
    Gosto muito do Chiado, mas efetivamente e como dizes jamais voltou a ser o que era.
    Gostei muito desta tua partilha Ana.
    Bjs e bom fim de semana.

    Olhar d'Ouro - bLoG
    Olhar d'Ouro - fAcEbOOk

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De facto... a modernização do espaço... acabou por lhe retirar a alma... parecendo ter ficado num limbo... preso entre passado e presente... mas definitivamente, sem o encanto de outros tempos... e de outros recantos da nossa Lisboa, que ainda vão conservando a traça antiga, para o bem e para o mal...
      Um pormenor delicioso desta fachada... pela qual já passei tantas vezes... mas que só o olhar de um pro, em matéria de imagem, como o Zekarlos, me fez realmente, prestar-lhe atenção...
      Muito obrigada, Rui, pela tua presença e simpatia!
      Beijinho! Feliz fim de semana!
      Ana

      Eliminar
  10. Olá, Ana
    Apresento as minhas desculpas pelo atraso com que venho visitar o seu cantinho de que tanto gosto, como sabe...
    Estive ausente por cerca de uma semana, numa "espécie" de retiro espiritual, sem relógio e sem telemóvel, e muito menos blogosfera :)))
    Foi bom, fez-me muito bem.
    O único inconveniente foi ter atrasado as minhas visitas... mas agora tudo voltará ao normal.

    Pois é, amiga, o que vai... não volta. E tratando-se de coisas antigas... ainda menos. As reparações ou recuperações (ou tentativas de...) raramente respeitam os originais. E se foram mesmo muito antigas, os próprios materiais são diferentes e o resultado... não corresponde ao que se perdeu.
    Fundamental é preservar o que existe, mas infelizmente, no que toca a património, o nosso país não dá mostras de grandes preocupações. Veja os espanhóis, como cuidam dos seus monumentos. Mereceremos nós, povo português, menos que eles???
    A foto desse pormenor está muito boa.

    Fui espreitar o vídeo. Não conhecia e gostei!

    Bom Fim-de-semana
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, Mariazita, pela sua atenção e simpatia! E não tem nada, de que me pedir desculpa!...
      Fez muito bem... também sou adepta desses retiros, de quando em vez... e sabem pela vida!... Tais pausas, são extremamente salutares... e criativas!...
      Isto de termos uma espécie de obrigação, de estarmos "conectados" o tempo todo... é absurdo! E também me recuso a praticá-lo!... :-D
      Pois é! Hoje deixei um pormenor, deste histórico edifício... que acho já ter tido dias, de bem maior glória... de facto, a remodelação e modernização de todo este espaço... quebrou definitivamente, o espírito do passado... tornando o Chiado... descaracterizado... um espaço actual... apenas com uma vaga ligação ao seu passado... e sem a essência primordial, de outrora...
      Acabando por tornar-se um espaço... que não soube ser preservado... mas sim, permanentemente mutilado!...
      O vídeo... uma adorável descoberta da Elvira... que me fascinou, assim que o vi!...
      Beijinho! Desejando-lhe um feliz fim de semana, e agradecendo uma vez mais, a sua gentileza, e disponibilidade, Mariazita, em passar neste nosso cantinho...
      Ana

      Eliminar
  11. Um tempo que se foi, mas a mensagem de seguir sempre em frente e, por bom caminho, ficou! Reflexivo texto e a foto com significativos detalhes!
    Um abraço grande neste fim de semana...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, Anete!...
      Pelo menos, a fachada deste edifício, com todos os seus bonitos detalhes, ainda sobreviveu, a tão trágico acontecimento...
      Grata, pela sua carinhosa e atenciosa presença, Anete!...
      Beijinho! Feliz fim de semana, para todos, aí desse lado!...
      Ana

      Eliminar
  12. Respostas
    1. Belíssimos e enriquecedores pormenores... de outros tempos... que embelezavam as nossas cidades...
      Muito obrigada, Elisabete, pela sua simpática presença e palavras!...
      Beijinho! Bom fim de semana!
      Ana

      Eliminar
  13. Muito bonito. Por vezes há pormenores que nos escapam à vista, no entanto, quantas vezes não farão eles a diferença!

    Bom fim-de-semana!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não poderia concordar mais, Fá!...
      E no entanto... estando nós distraídos, com tantos estímulos, à nossa volta... continuamos a cultivar a desatenção, cada vez mais... das pessoas e lugares!...
      Hoje... mal se olha directamente para algo... mas sim através de um qualquer gadget, por exemplo... regista-se o momento... mas perde-se a vivência, e a essência, de quase todos os momentos, actualmente...
      Muito obrigada, Fá, pela sua simpática presença e gentil comentário!...
      E sendo uma apreciadora de boa fotografia... recomendo, que visite o espaço do Zekarlos... onde a qualidade fotográfica, é uma constante!...
      Beijinho! Bom fim de semana!
      Ana

      Eliminar
  14. Gosto desta observação ou conceito: "e, em que cada um dos seus formidáveis trabalhos, sempre me relembra, que o que faz uma grande foto... não é o que é fotografado... mas antes, a subtileza, e a qualidade, dos seus detalhes!..."
    Pois é, através de cada click você termina por reconstruir uma visão do detalhe poético enfatizando sua relação com o objeto por meio do(s) detalhe(s), fazendo-nos acreditar que a fotografia é o retrato do "invisível" que cercada dado acontecimento.
    Beijinhos, Ana!
    Um bom final de semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Adorei as suas palavras, José Carlos... que tão bem descrevem, precisamente, aquilo que considero ser a essência de cada um dos trabalhos do Zekarlos... e que eu estarei ainda a anos-luz de sequer pensar, que qualquer uma das minhas fotos, inclusive esta, se aproxime ao de leve, sequer, de qualidade semelhante...
      Mas de facto, é mesmo isso que acho, em casa um dos seus trabalhos... o menos... o tal detalhe despercebido, quase "invisível"... é sempre o mais... o grande protagonista de qualquer uma, das suas fotos... e em que tudo o mais, na imagem, converge para lá...
      E vale mesmo a pena conferir por lá, José Carlos... neste formidável blog... de um outro José Carlos... :-))
      Beijinho! Feliz fim domingo, e votos de uma excelente e inspirada semana!
      Ana

      Eliminar
  15. Buen lema lleva impreso, ese artístico escudo.

    Besos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um excelente pormenor para fotografar... cuja descoberta do mesmo, devo ao Zekarlos... eu apenas fui lá conferir tal, um dia destes... e já teria passado por tal detalhe arquitectónico centenas de vezes, ao longo da minha vida... antes de realmente me ter consciencializado de tal...
      Muito obrigada, Ventana, pela amável visita e comentário!
      Beijinho! Bom domingo!
      Ana

      Eliminar
  16. Uma foto muito bonita. Lembro-me bem como era o Grandella antes do incêndio. Foi lá que comprei tecido rendas e tules para a confeção do meu vestido de noiva. E foi lá também que comprei a tiara para a cabeça. Apenas os sapatos foram comprados no Barreiro.
    Gostei do tema musical.
    Abraço e bom fim-de-semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também ainda conservo uma vaga ideia do mesmo, antes do incêndio... houve uma altura, em que a minha mãe, trabalhava para uma casa de alta costura... e muitas vezes, acompanhava-a, quando ela precisava de ir lá buscar os materiais de que necessitaria... Bons tempos!!!
      O tema musical... teria que de alguma forma estar associado... ao mundo dos tecidos e confecções... ainda que ligeiramente...
      Muito obrigada, Elvira, pela sua gentil presença, e palavras!
      Beijinho! Bom fim de semana!
      Ana

      Eliminar
  17. Adoro fotografar pormenores, este é lindíssimo.
    Beijinhos
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E por este detalhe arquitectónico... passei tantas vezes... em plena Baixa de Lisboa... antes de realmente o Zekarlos, num dos seus trabalhos, me ter demonstrado, em como o mesmo, representaria um excelente motivo para fotografar...
      Muito obrigada, Maria, pela simpatia de sempre!
      Beijinhos! Feliz domingo e uma óptima semana!
      Ana

      Eliminar
  18. https://poemasdaminhalma.blogspot.pt/
    Olá Ana!
    Belíssimas imagens dos armazéns do Chiado...tantas vezes eu lá fiz compras, antes do fogo o ter devorado, concordo jamais voltou a ser o chiado de antigamente. Mas há sempre detalhes que nos escapam.
    Apesar disso, nossa Lisboa é uma cidade encantadora, amo-a apesar de já lá não viver!
    Beijinhos Ana.
    Fique bem e tenha um bom descanso.
    Luisa fernandes

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, Luísa! Lisboa, continua a ser uma cidade encantadora, com múltiplos encantos por descobrir... mas de facto, esta zona do Chiado, não mais recuperou a alma de outrora!...
      Detalhes que nos escapam... foi mesmo o que por aqui deixei hoje...
      Não fosse uma imagem do Zekarlos, chamar-me a atenção para os mesmos... e jamais me teria apercebido, de como estes poderiam ser um bom motivo, para fotografar!...
      Muito obrigada, Luísa, pela sua atenciosa e gentil presença!
      Beijinho! Votos de um bom domingo, e uma óptima semana!...
      Ana

      Eliminar
  19. Boa noite, Ana Freire!
    Mais uma postagem soberba! Em tudo. Parabéns e obrigada pela partilha.

    Beijo. Bom fim de semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grata eu, pela sua imensa simpatia, Cidália! Bem como pelas suas palavras de apreço e incentivo, que tanta motivação nos deixam... para continuarmos a apresentar por aqui... o nosso... e o vosso melhor!... :-)
      Um beijinho grande! Bom domingo, e uma feliz e inspirada semana!
      Ana

      Eliminar
  20. Linda esta foto, Ana! Acontece muitas vezes isso mesmo, passamos muitas vezes por determinados lugares e não reparamos em nada. Sabes, acontece-me até de sentir " vergonha" quando visito os " olhares" da nossa amiga Elisa, porque ela coloca no seu cantinho fotos de lugares que conheço perfeitamente e que não os reconheço naquelas fantásticas fotografias que ela tira; já fotografou coisas aqui da região onde vivo e eu fiquei a olhar para aquilo como se fosse uma foto de ooutros mundos. O problema é que passamos e não paramos para olhar, para enxergar ( como dizem os brasileiros ), para ver com " olhos de ver"; simplesmente passamos, vemos e seguimos ; ver, para mim, é muito diferente de olhar, de enxergar, de observat. Outra coisa que eu só vi, amiga, foi o teu post anterior e peço-te desculpa por isso, mas não foi por falta de interesse, mas sim pela alusão que fizeste ao blog da nossa amiga Elvira; só visito o Sexta-feira e desconhecia o outro e, então, " corri " para o conhecer, deixando o comentário para depois. O que aconteceu? Fiquei convencida que tinha comentado e só agora vi que não. Enfim... de certeza que a cabecinha não estava no lugar certo. Obrigada, querida amiga pelo belo post e desejo-te um bom fim de semana . Espero que a tua mãe já esteja completamente recuperada. Beijinhos
    Emilia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, Emília! De facto é absolutamente surpreendente, a nossa capacidade de por vezes, passarmos por tantas coisas e lugares, sem de facto, os vermos mesmo...
      Foi mesmo o caso destes pormenores, numa fachada tão conhecida, da nossa Lisboa... e que quase sempre me passaram despercebidos, confesso... tive de ir conferir, no local... para realmente me cair a ficha... em relação a esta distracção crónica... que no fundo... nos atinge a todos, cada vez mais, atordoados com tantos estímulos, à nossa volta... e o que é certo... é que crescentemente, as pessoas andam completamente desligadas, da realidade que as rodeia... apesar de andarem "ligados ao mundo" nos seus gadgets... como pensam estar...
      Neste caso... foi mesmo no blog do Zekarlos que estes detalhes me surgiram... numa imagem forte, e poderosa... e que me levaram a constatar... o quanto perdemos por não sabermos realmente ver... e isto... tanto pode ser aplicado a lugares... pessoas... factos...
      A Elisa... tem uma capacidade fantástica, para conseguir enquadramentos primorosos, mostrando o lado mais bonito, dos lugares, com que nos encanta, nas suas imagens...
      Em relação à Elvira... confesso, que a minha crónica falta de tempo, me deixa apreciar com maior regularidade, o seu blog de imagens... mas reconhecendo, o quanto estou perdendo, no Sexta-Feira, com o seu imenso talento para a escrita... mas o tempo... de facto, não estica... :-(
      Imensamente grata, pela seu carinhoso, e atencioso comentário, Emília... a minha mãe... já mais recuperada, felizmente! E agora que o está... finalmente arranjou coragem, para ir fazer os exames de rotina, dos seus problemas cardíacos... que tinham ficado em stand-by... razão pela qual, ando mais ausente esta semana... dada a sucessão dos seus exames e consultas, por estes dias...
      Um beijinho grande! Votos de continuação de uma óptima semana!...
      Ana

      Eliminar
  21. Respostas
    1. Thank you so much, dear Babaluccia!
      I'm so glad, that you had liked it!...
      Kisses! All the best!
      Ana

      Eliminar
  22. Construções de outros tempos, mesmo.
    Bom fim de semana!
    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, Isa! As actuais construções, bem mais estilizadas... parece-me que ainda promovem mais, a desatenção em as apreciarmos...
      Beijinho! Continuação de uma boa semana!
      Ana

      Eliminar
  23. Realmente um bom conselho
    de beleza tamanha
    só que os Caminhos de hoje
    até a razão se me acanha
    buracos todo o Ano... Hé hé hé hé ~_º``´

    Bom e feliz fim de Semana pra todos
    Beijinhos de aqui para aí.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tal como aqui mesmo, na vila onde moro, João!
      Ainda mal uma obra está concluída... e dois passos à frente, já surge outra... que se arrastará por meses... com os respectivos buracos a céu aberto, e incómodos relacionados, pelo desvio de carros e pessoas, do seu trajecto habitual... :-(
      Aqui... os buracos, ainda vão estando relacionados com obras a mais... mas em tantas regiões do nosso interior... os buracos, vão-se sucedendo... por obras a menos... e tantas vezes, essenciais!...
      Muito obrigada, João, pela simpatia de sempre!
      Beijinho! Continuação de uma boa semana!
      Ana

      Eliminar
  24. Hi Ana.

    Nice picture.
    This is beautiful.
    I love this old one.

    Groettie from Patricia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Thank you so much, dear Pat, for your kind words and visit!
      Kisses! Enjoy your day!
      Ana

      Eliminar
  25. Excelente este pormenor e ainda me lembra bem esse terrível fogo.
    Um abraço e bom fim-de-semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um local cuja recuperação demorou anos... lembro-me bem deste triste acontecimento... apesar de na altura, estar no Norte do país... mas as imagens, que nos chegavam dos meios de comunicação, pareciam inacreditáveis!... Um acontecimento que ainda custou a vida de um bombeiro... se não estou em erro...
      Muito obrigada, Francisco, pela amável visita e comentário!
      Um grande abraço! Continuação de uma boa semana!
      Ana

      Eliminar
  26. Adoro edifícios antigos.A sua aqquitectura e pormenores são fantásticos.

    Já lá passei e não reparei. Tenho que lá voltar e olhar com olhos de ver.

    Mais um post em que a foto está em total sintonia com o fundo musical.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu tive de ir lá... para realmente ver... também!...
      Mérito do Zekarlos... que me mostrou este magnifico detalhe, numa imagem forte e poderosa... através do qual me apercebi... o quanto podemos andar distraídos... nos nossos caminhos diários, prestando pouca atenção em nosso redor... graças a ele... tenho procurado reeducar, dentro das minhas possibilidades e oportunidades, a forma como vou olhando... para o que pode constituir um bom motivo fotográfico!...
      Muito obrigada, Elisa, pela atenção e simpatia de sempre!
      Um beijinho grande! Continuação de uma boa semana!
      Ana

      Eliminar
  27. Também já me aconteceu passar muitas vezes por um local e nunca reparar quanto ele era bonito!

    Bjxxx
    Ontem é só Memória | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu fiquei absolutamente surpreendida, comigo mesmo... por não reparar nestes magníficos detalhes... bem ali... à vista, de quem passa!!!
      Felizmente... aprendi a minha lição... com um bom mestre... se tiveres oportunidade... espreita o espaço do Zekarlos!... Como tanto aprecias fotografia... tenho a certeza, que irás apreciar o seu blog...
      Beijinho! Continuação de uma boa semana!
      Ana

      Eliminar
  28. me recuerda por cierto algunas viejas fachadas coloniales por mi país
    que nos hablan de un pasado de lujo y de arte
    ░░░(¯`:´¯)░░░░░░░⋰⋰
    ░░(¯ `•.\|/.•´¯)░░░⋰⋰⋰⋰⋰⋰
    ░(¯ `•.(۞).•´¯)░(¯`:´¯)⋰⋰⋰⋰
    ░░(_.•´/|\`•._)(¯ `•.\|/.•´¯)
    ░░░ (_.:._).░(¯ `•.(۞).•´¯)
    ░░░(¯`:´¯)░░(_.•´/|\`•._)
    ░(¯ `•.\|/.•´¯)░░(_.:._).
    ░(¯ `•.(۞).•´¯)░░░░⋰⋰⋰⋰⋰
    ░░(_.•´/|\`•._)░░⋰⋰⋰⋰⋰
    ░░░(_.:._)░░░░░⋰⋰⋰⋰⋰
    _ (¯`:´¯)⋰⋰⋰⋰⋰

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, Magdeli, algumas características em comum, ligam também os nossos países, em termos de arquitectura...
      Imensamente grata, pela sua carinhosa, criativa, e atenciosa presença!...
      Um beijinho grande! Continuação de uma feliz semana!
      Ana

      Eliminar
  29. Linda foto e linda mensagem,adorei...Abraços,Ana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grata, Maristella, pela sua gentil presença, e palavras!
      Um beijinho grande! Continuação de uma óptima semana!
      Ana

      Eliminar
  30. Um belo pormenor de uma casa que foi uma referência.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, Francisco! E eu fiquei incrédula, comigo mesmo, por tal detalhe, me ter passado despercebido, por tanto tempo...
      Grata pela amabilidade, de sempre! Um grande abraço! Continuação de uma óptima semana!
      Ana

      Eliminar
  31. Apreciei o trabalho e, para isso, pensei. Por isso penso, tendo como partida a palavra, esse detonador da ideia, como não há, e também a imagem que é uma forma especial de palavra, houve até quem dissesse, acertadamente, que vale por mil. Parabéns, Ana, dei um preço elevado pelo texto e pela imagem.

    “O que foi … não volta a ser…! Com reticências para despertar a memória e a imaginação, pois a gente olha e não vê, que a verdade das coisas muda sem mudar. A cada golpe de olhar tudo é diferente, o tempo, o espaço, nós próprios. Tudo entra na retina mas o cérebro tria, valoriza, ordena, dilui, despreza, instintivamente por incapacidade de processamento e, também, por preguiça. Regista e memoriza os aspectos mais imediatos, segundo o espírito do dia e da moda, do humor, do ambiente, das nuvens e da luz.

    Há gente que passa, por passar, a passear, e vê não vendo, lê não lendo. Outra, lê a montra, o título e a imagem, superficialmente, pela pressa em passar. Podem entrar na loja, como quem quer comprar, até compram, comentam lendo sem ler, ouvem cinco segundos de música, se tanto, adiante, ala que se faz tarde para as Docas, o Bairro Alto, o Cais do Sodré, o Vasco da Gama, o reticências das conveniências de cada um, sempre com pressa, tanta que as coisas correm ao contrário como na janela do comboio.

    “Pedaços de outro tempo… com outro ritmo de vida… e outros valores…”. Permita-me, Ana, que faça uma observação. Os valores são imutáveis. Pode é haver hierarquizações e prioridades em função do tempo do espaço e das comunidades mas, o homem, enquanto o for, está amarrado à química hormonal original de que foi dotado e com valores que são “pecado” ou virtude para sempre, in saecula saeculorum.

    Se o Chiado era importante, antes da imolação de uma época, continua hoje com a mesma feição: montra da Capital. Há uma permanência, digo, persistência antropológica que lhe conserva a alma: a cultura que encarnou o espaço e as pessoas.

    Bj.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, Agostinho, tudo passa por nós, à velocidade da vida de cada um... e a cada momento, tudo vai ficando diferente, e também nós mesmos, em função das circunstâncias, quando reorganizamos, os nossos interesses, prioridades, o nosso tempo, e será talvez, essa a fonte principal do atordoamento constante, em que a grande maioria vive mergulhada, que não nos permite ver, mas apenas olhar tudo de relance, de passagem, cada vez mais, sem qualquer envolvimento e atenção, de espécie alguma (o que requer profundidade, e tempo) para se viver muita coisa, aparentemente na forma, mas não na substância...
      Aconchegamo-nos na pressa... que nos acolhe com a superficialidade que a caracteriza... vivemos em grande velocidade... para que a mesma disfarce o quanto estamos sozinhos, inseguros e solitários por dentro... e tantas vezes vazios... de sentimentos... e valores... que tantas vezes ficaram esquecidos, bem lá para trás, no nosso percurso... na correria diária do vale tudo... ou quase!
      Os valores...
      São imutáveis, de facto, Agostinho... mas quando os reorganizamos dentro de nós... e optamos por sentimentos menos nobres... por exemplo... sabemos muito bem, logo à partida, que estamos a mudar a ordem do nosso universo interior... que irá colidir com o universo de outro alguém, tarde ou cedo...
      E consequentemente tudo muda... quando simplesmente, as pessoas se deixam mudar... o que antes não era bom... por algum motivo... até passa a ser aceitável... e desculpável... e por isso reitero... os valores mudam... quando os tempos, nos mudam as vontades, e a nossa consciência... e nós nos deixamos mudar... passando a valorizar... o que até aí não teria de ser valorizado... por uma qualquer conveniência...
      Hoje, em dia... já ninguém nos lembra que devemos seguir, sempre por bons caminhos... (aliás, hoje em dia, a ética e o mundo dos negócios, até andam de costas voltadas)... antes nos dizem, para apenas seguirmos em frente... seguirmos sempre, sempre... como perfeitos tolos a galope, acéfalos e automatizados... sem vermos por onde vamos... nem quem pisamos... e hoje em dia, muitos sem bem terem já a noção do que vão fazendo... há que sermos rápidos e competentes (no mal, ou no bem que sabemos fazer, com qualidade)... para passarmos por cima de tudo... se necessário for... para atingirmos o objectivo X ou Y...
      Vivemos numa época... em que todos os meios, são válidos para atingir os fins...
      Hoje em dia, ensina-se eficiência... mas não humanidade e valores... como afirmei no início... estes são mesmo outros tempos... em que os valores antigos... na sua grande maioria... simplesmente foram esquecidos... ficam-nos os ecos do passado, como o que deixei acima... que nos vêm lembrar, que hoje em dia... bem poucos de facto, seguem efectivamente, por bons caminhos...
      O que foi regra, no passado... tornou-se a excepção, do presente!...
      O Chiado, ainda continua a ser uma montra, da nossa capital... mas sem a alma de outros tempos, no meu modo de ver, Agostinho... as montras do Chiado... encontram-se em qualquer outro Shopping... perdeu-se o espírito tão próprio, característico e singular de outrora, daquele pedacinho de Lisboa... com a modernização dos espaços... mudou também a tipologia dos seus frequentadores... tornou-se um espaço mais vocacionado para agradar ao turista de passagem, e não ao lisboeta residente, por exemplo, já não é um espaço que atraia os intelectuais de agora... como acontecia no passado... mas apenas as vedetas da televisão... que também precisam de ter alguma exibição... e na sua recuperação descaracterizada... não houve grande preocupação de conservar a história peculiar do passado... parece-me!... :-)
      Se algum turista quiser saber a sua história... só talvez em alguma app, pois olhando para as paredes dos actuais edifícios, como estão... a história daquele lugar... ficou em branco...
      Imensamente grata, pelo seu extraordinário comentário, Agostinho, e pelas considerações que o post, lhe suscitou... e que muito apreciei...
      Beijinho! Continuação de uma excelente semana...
      Ana

      Eliminar
  32. Ana, do seu texto retive e subscrevo que "o que foi não volta a ser", porque, como sabemos, a água que passa debaixo da ponte nunca se repete, é sempre nova, de uma beleza diferente.
    Bom domingo.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo, Nina!
      Às vezes, determinadas circunstâncias, e lugares... não se conseguem recuperar...
      Ficou um espaço recuperado... mas descaracterizado, da sua antiga alma... o Chiado... na minha opinião...
      Beijinho! Continuação de uma excelente semana!
      Ana

      Eliminar
  33. Boa tarde, bela foto, muitas vezes passamos pelo mesmo sitio centenas de vezes e não reparamos em certos detalhes, até ao dia que damos por ele e nos perguntamos, " isto estava aqui?".
    Continuação de bom domingo e feliz semana,
    AG

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, António!...
      Surpreendentemente, aconteceu-me isso mesmo, com este detalhe acima... que me deixou a pensar... que as pressas da vida... nos proporcionam autênticas cegueiras... sem tempo para reflectir, ou apreciar o que quer que seja, convenientemente!...
      Passamos pelo presente, às vezes... sem de facto, estarmos realmente presentes... no momento presente... com o espírito já em qualquer outro lado... que nos distrai... mas que na grande maioria das vezes... não nos preenche... e nos desvia, do que se deve prestar atenção...
      Grata pela amável visita e palavras!
      Um grande abraço! Continuação de uma excelente semana!
      Ana

      Eliminar
  34. O olhar é mesmo uma coisa com vida própria, diria eu. :) Quantas vezes passamos por algo sem quase nada ver, enquanto que, noutras ocasiões, um quase nada se desdobra numa imensidão de detalhes. E eu adoro isso. Quer dizer que posso passar por um sítio as vezes que quiser, com a certeza que ele terá sempre algo novo para me mostrar.
    E este teu detalhe assim o prova: nunca nele tinha reparado. :):)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, Lina! Se realmente nos dispusermos a tal... podemos sempre tentar descobrir algo novo para ver... nos lugares e circunstâncias de todos os dias!...
      E este detalhe, graças ao Zekarlos... foi para mim, um verdadeiro abre-olhos, nesse aspecto!
      Grata pela simpatia de sempre! Beijinho! Continuação de uma boa semana!
      Ana

      Eliminar
  35. Boa semana de aqui das aventuras nevadas
    à Joni... ~_``````

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E como a chuva estará de volta... em breve as aventuras ficarão ensopadas... :-)
      Continuamos com uma Primavera muito bipolar! Num dia chove, no outro faz sol...
      Muito obrigada, pela simpatia de sempre, João!
      Beijinho! E continuação de uma óptima semana!
      Ana

      Eliminar
  36. Olá Ana
    venho já...já agradecer a sua visita ao meu "Ano Sabático"!

    Fico muito feliz quando aquilo que vou deixando nos meus posts
    serve para alguém conhecer mais um cantinho do Mundo!
    Nem todos apreciam....enfim....lamento, mas...acho que é a minha missão:
    Dar a conhecer outros costumes e outros lugares.

    Sobre este seu post, acredite...assim que vi a imagem disse para comigo:
    Está na parede (fachada exterior) dos antigos Armazéns Grandella...

    O olhar de cada pessoa é distinto e considero-me muito observadora
    e atenta a tudo o que me rodeia
    e só vi essa imagem uma vez e nunca mais a esqueci, acredite.

    Quem se dedica à fotografia, regra geral é muito observador, nada escapa!

    Tão bom ler o que escreveu:
    Adorei este espaço... onde realmente se sente uma energia convidativa à pura meditação... e desapegado de símbolos...
    Pois é...tão diferente dos nossos templos cristãos...

    Continuo a ler:
    Sempre uma maravilha, viajar através das suas imagens, Tulipa!

    É isso que me dá forças para continuar
    Não o faço só por vocês, também por mim,
    mas...havendo um feedback vosso, a alegria duplica!

    Beijinho!
    Feliz domingo, e uma óptima semana!
    Tulipa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É sempre um prazer imenso, descobrir tanta coisa maravilhosa, nos seus espaços, Tulipa... aos quais sempre chego... ainda que por vezes, numa ou outra altura, lá demore um pouco mais...
      Fico super feliz de a ver assim... animada... e super ocupada!...
      E com a mente arejada... de outros espaços e culturas... que sempre têm tanto para nos ensinar...
      De facto, achei aquele templo bem especial... vocacionado para a meditação... pura e simples... sem traços explícitos de ligação, a qualquer religião em particular... um lugar para todos... sem discriminação religiosa... Adorei, mesmo!!!
      Beijinho! Continuação de uma feliz semana!
      Ana

      Eliminar
  37. Respostas
    1. Muito obrigada, Rute, pela tua simpatia e presença!
      Beijinho
      Ana

      Eliminar
  38. Eu gosto de prestar atenção aos detalhes, e é mostrado muito interessante. * Tenha uma boa estadia em algum lugar fora da rede. Obrigado por escrever sobre isso e saudações.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, Giga, pela sua gentil presença e comentário!
      É verdade, por estes dias, outras prioridades, fazem-me estar um pouco mais afastada da Net...
      Um beijinho grande! Desejando-lhe a continuação de uma óptima semana, e estimando que se encontre de saúde!...
      Ana

      Eliminar
  39. Respostas
    1. Uma verdadeira sobrevivente, de outros tempos!...
      Muito obrigada, HD, pela tua simpática presença!
      Beijinhos
      Ana

      Eliminar
  40. Apesar de eu gostar de fotografia, o que por si só tende a conceder-me uma perspectiva de maior sensibilidade face a determinados detalhes das coisas, no entanto e talvez porque por carência de disponibilidade pessoal geral, nem sempre estou em "modo fotográfico" :-), confesso que, inclusive, por norma sou distraído relativamente a diversos pormenores/detalhes das coisas, especialmente ao nível arquitectónico, até porque ao nível urbano tendo a deixar-me abstrair no contínuo, aleatório e fugaz movimento inerente, passando um tanto ao lado do que lá costuma estar imóvel e por isso disponível à minha possível atenção futura _ ainda que como aqui constatável, muito do que no Chiado era tido como imóvel e disponível até 1988 deixou de o ser a partir de então. Por tudo isso obrigado à Ana pela sua presente atenção ao detalhe e respectiva partilha fotográfica do mesmo connosco.

    A música gosto.

    E já agora não creio ser demasiado reiterar que a generosidade da Ana com blogues alheios, como normativa parte integrante desde seu próprio blog, Art and Kits, é algo grata e admiravelmente venerável por si só.

    Parabéns

    Excelente resto de Domingo e magnifica semana

    Abraço

    VB

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, Victor, pelas suas generosas e amáveis palavras... mas o mérito de ter colocado esta imagem aqui... deve-se apenas ao facto, de ter visto este mesmo detalhe, numa outra foto do Zekarlos, de qualidade incomparável... que me fez compreender, o quanto por vezes, continuamos a ter uma visão toldada dos lugares que nos são familiares... sempre nos escapando tantos pormenores...
      Que bom tê-lo de volta, Victor! E constatar assim, que já resolveu os problemas que estava a ter com a Net...
      Quanto ao facto de destacar outros blogues... apenas uma forma de retribuir, um pouco, do que cada um de vós me oferece diariamente... em qualidade, criatividade e inspiração...
      Grata, uma vez mais, pela amabilidade de sempre, Victor!
      Um grande abraço! Continuação de uma excelente semana!
      Ana

      Eliminar
  41. obrigada pelo comentário <3
    um pormenor fantástico, adorei :D

    www.pinkie-love-forever.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada eu, Inês, pela tua presença e simpatia!...
      Beijinho! Continuação de uma boa semana!
      Ana

      Eliminar
  42. ·.
    Gracias por tu visita y amable invitación a visitar vuestro blog. Seguro que en él encontraré asuntos y fotografías de Portugal, un país que siempre me ha encantado.
    Un saludo

    La Mirada Ausente · & · Cristal Rasgado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem-Vindo!... E fazendo desde já minhas, as suas palavras, pois conto através dos seus espaços, encontrar uma infinidade de temas e imagens, que me darão a conhecer os encantos do seu país!...
      Um grande abraço! Votos de continuação de uma óptima semana!...
      Ana

      Eliminar
  43. Eu não podia estar mais agradecido e lisonjeado com com as tuas palavras e o repectivo destaque que deste ao meu blog. Creio que todos nós, que gostamos de fotografia, temos esse olhar cuidado e diferenciado, faz parte, muitas vezes, de conseguir chegar a um enquadramento ou composição que nos faça dizer isso mesmo...como é que ainda não tinha visto isto, passo por aqui todos os dias.

    Mais uma vez obrigado a ti Ana e a todos aqueles que me visitarem.
    Beijinho e boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nada a agradecer, Zekarlos! É meu privilégio, poder destacar por aqui, a classe e a qualidade dos teus trabalhos... E eu é que tenho de te agradecer... pois, se não fosses tu... esta fotografia, não estava aqui... sabe-se lá quando, é que eu repararia neste pormenor, num lugar que me é tão familiar... e que sempre lá esteve... sem eu nunca ter dado realmente por ele...
      Beijinho! E continuação de muito sucesso, para os teus projectos!
      Tudo de bom!
      Ana

      Eliminar
  44. Por isso eu gosto tanto de fotografias pois elas eternizam momentos, espaços e ou lugares que jamais voltaremos a ver mas podemos relembrar pela sutileza de uma deslumbrante fotografia
    Beijos minha querida Ana e uma feliz semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De facto, essa é mesmo a missão mais apaixonante das fotografias... eternizar momentos... bons ou maus... numa imagem, nada se perde...
      Muito obrigada, Gracita, pela sua gentileza de sempre!
      Um beijinho grande! Feliz semana!
      Ana

      Eliminar
  45. Lembro-me muito bem da fachada do Grandela e da fachada dos Armazéns do Chiado. Quando comecei a trabalhar, as minhas horas de almoço davam para espreitar as lojas. Muito interessante a fotografia que me faz recuar a esse tempo. Mas já nada se recupera, Ana...
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda que os edifícios fossem recuperados... o ambiente mudou... pois mudou o género de frequentadores de outrora...
      A fotografia... só está aqui graças a uma outra, do Zekarlos, (incomparavelmente melhor do que a minha) que me fez ir apreciar com atenção, este belíssimo detalhe na fachada do Grandella... que tantas e tantas vezes, me passou despercebido!...
      Muito obrigada, Graça, pela sua amável presença, e palavras!
      Beijinho! Feliz semana!
      Ana

      Eliminar
  46. Adoro fotografia, embora não seja um grande fotógrafo
    .
    * Saudade! Do quê? De quem? Não sei, confesso *
    .
    Uma semana feliz.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um gosto, que em qualquer momento, se pode desenvolver, com a prática... até para ilustrarem os vossos poemas... por exemplo... fica a ideia... :-))
      Grata pela simpatia de sempre, Gil!
      Um grande abraço!
      Ana

      Eliminar
  47. Oi, Ana!
    Vim matar a saudade do seu espaço.
    Quantas vezes na pressa do dia, olhamos sem realmente de ver? É preciso estar atento ao mundo que nos cerca.
    Beijinhos,
    Sônia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Sônia! Muito bom, vê-la por aqui!...
      É verdade!... A correria diária, impossibilita a capacidade de desenvolvermos atenção, pelo que quer que seja, imensas vezes, ao nosso redor...
      Um beijinho grande! E esperando que tudo esteja bem, aí desse lado!...
      Ana

      Eliminar
  48. Bom dia Ana, há que se ter olhar ladino para captar as belezas que por vezes passam desapercebidas aos nossos olhos! Grande post!
    Grata pela partilha!
    Tenha um abençoado dia!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi, Diná! Fico super feliz, por ter apreciado esta nossa postagem!
      Um beijinho grande! Grata pela simpatia de sempre!
      Beijinho! Feliz semana!
      Ana

      Eliminar
  49. Respostas
    1. Detalhes de outros tempos... nas construções bem mais recentes... já nada semelhante se vê... achando eu, que estilos bem estilizados, ainda promovem mais a desatenção, do que podemos apreciar em nosso redor...
      Grata pela sua carinhosa presença, Bell!...
      Beijinhos! Feliz semana!
      Ana

      Eliminar
  50. "Sempre por bom caminho e segue."

    Ana,
    aqui nunca as palavras são esquivas - mas antes generosas e belas.
    grato

    gostei muito desta evocação nostálgica
    e da subtil recuperação do espírito do Chiado

    e das belas caras feias!

    beijo, amiga

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Detalhes de outros tempos... que nos chegam aos tempos actuais... com um travozinho de nostalgia... sobretudo, para quem ainda conheceu verdadeiramente o Chiado, como era antes...
      As caras feias... um belíssimo trabalho criativo do Zekarlos... digno de entrar em qualquer campanha, alusiva ao tema... pois creio bem, que a calamidade dos incêndios... ainda não é um problema plenamente resolvido no nosso país... apenas é um problema, de que ficámos apenas consciencializados da sua real dimensão, em Outubro passado...
      Estamos quase no Verão... e continuamos com uma frota de meios aéreos, de combate a incêndios... no chão!... Um legado do Sr. Portas... se não estou em erro... que nos deixou presos... nos meandros dos contratos feitos... com vantagem para alguém... isto de se ter helicópteros... que não voam... enfim!...
      Muitíssimo obrigada, Manuel, pela sua simpática presença e comentário!
      Beijinho! Feliz semana!
      Ana

      Eliminar
  51. Mais um belo pormenor!

    https://checkinonline.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, Helena! Um belo pormenor, que durante imenso tempo, me passou despercebido... num sítio, onde até costumo passar regularmente!...
      Muito obrigada, pela tua simpática presença e comentário!
      Beijinho! Continuação de uma boa semana!
      Ana

      Eliminar
  52. devemos sempre olhar para abosrver todos os detalhes
    https://retromaggie.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De facto, as pressas do dia a dia, nem sempre nos deixam desenvolver a nossa capacidade de observação...
      Muito obrigada, Magda, pela tua simpática presença!
      Beijinho! Continuação de uma boa semana!
      Ana

      Eliminar
  53. OI ANA!
    HOJE EM DIA AS CONSTRUÇÕES SÃO "SECAS", É CLARO QUE ACOMPANHAM A MODERNIDADE QUE PRECISA APROVEITAR OS ESPAÇOS QUE SÃO CADA VEZ MAIS REDUZIDOS.
    POR ISSO, GOSTO DE APRECIAR AS CONSTRUÇÕES ANTIGAS QUE PRIMAVAM PELA PREOCUPAÇÃO PELO BELO E COMO BEM O DIZES SÃO "OBRAS DE ARTE".
    ADOREI A FOTO E FIQUEI A ADMIRAR OS DETALHES, DIZER QUE É OBTA DE ARTE JÁ É LUGAR COMUM.
    ABRÇS AMIGA
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não poderia concordar mais, com as suas palavras, Zilani!
      Hoje em dia, as construções de tão estilizadas que são... são mesmo secas... provendo até a desatenção sobre as mesmas... por muitas, não apresentarem sequer, qualquer pormenor mais belo, e distinto, que mereça ser devidamente apreciado...
      Ornamentos assim, em pedra, nos edifícios, com tais requintes, no pormenor... já fazem mesmo, parte do passado!...
      Grata pela sua gentileza de sempre, Zilani!
      Beijinho! Continuação de uma boa semana!
      Ana

      Eliminar
  54. já nada ficou como era...mas embora vá ali muitas vezes tenho de procurar este detalhe.
    gostei muito!
    beijinhos
    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, Piedade... nada ficou como era... até piorou, na minha opinião, em termos estéticos...
      Este detalhe... tive de ir conferir a minha desatenção sobre o mesmo... também eu fiquei incrédula... como o mesmo me passou despercebido, durante tanto tempo... não fora a magnífica foto do Zekarlos... e jamais teria apreciado devidamente, tal pormenor, neste edifício...
      Muito obrigada, pela sua simpatia de sempre, e palavras, Piedade!...
      Beijinho! Continuação de uma boa semana!
      Ana

      Eliminar
  55. Respostas
    1. Muito obrigada, António, pela atenção e simpatia de sempre!
      Um grande abraço! Continuação de uma boa semana!
      Ana

      Eliminar
  56. Olá, Ana! Gostei da frase: "o que foi... não volta a ser!..." Aqui houveram incêndios e certos vandalismos que destruíram muito de edificações antigas e monumentos históricos. Recuperaram, porém essa tua frase acima dá todo o toque de verdade, recuperam, mas nota-se que não ficou nada com o espírito da época, com aquele charme que só se via naquela época. Falta a alma, o espírito Ana!! E só o tanto que foi destruído em muitos casos, vê-se que realmente o que foi, não voltou a ser!
    Um beijo, querida, uma feliz semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aqui, esta área foi recuperada... visando-se um outro tipo de visitantes, pelo que os seus frequentadores de outrora... certamente não se reviram neste novo ambiente... visando menos o tradicional... e mais o que é moderno e contemporâneo... e atraindo quem está apenas de passagem, e para quem tudo é novidade... e não quem era o frequentador assíduo, deste espaço... com vontade e hábito de voltar... cortando assim, ainda mais, os laços com o passado, o espírito de outrora, e a história de toda esta zona comercial!...
      Muito obrigada, Tais, pela sua gentileza de sempre!...
      Brevemente, irei finalmente destacar um dos seus trabalho, por aqui... creio ter achado a foto ideal, para harmonizar com o mesmo... tinha uma... que não me satisfazia por completo... deixei passar mais um tempo... e na semana passada... consegui a imagem que queria!... E penso, que estará mais de acordo... com a alma do seu trabalho, Tais!... :-D
      Um beijinho grande! Continuação de uma óptima semana!
      Ana

      Eliminar
  57. Boa tarde Ana,
    Magnífica foto desse detalhe tão lindo e significativo dos grandiosos e belos Armazéns do Grandella.
    Parece que ainda estou a ver o fumo negro que ensombrou a baixa de Lisboa naquele verão de 1988 (a partir de um terceiro andar onde trabalhava então na Calçada da Glória) e depois como ficou irreconhecível toda aquela zona. Metia dó!
    Na verdade, nada ficou como dantes e gostei que colocasse aqui esse símbolo para que não se perca a memória de acontecimentos passados que marcaram a vida de tanta gente. Dos que lá trabalhavam e dos que se passeavam no Chiado e faziam compras no Grandella. Ninguém ficou indiferente a tão grande tragédia.
    Sobre o símbolo lembro-me que a porta principal era encimada por esculturas muito belas, (toda a fachada era linda) mas também não me lembrava dos pormenores. E tantas vezes que para lá olhei antes e depois! Olhei, mas não vi!
    A inscrição não podia ser mais indicada para o que se seguiu...A vida tem (teve) de continuar.
    Beijinhos e continuação de boa semana.
    Ailime

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade... a inscrição parece mesmo conter algo de profético... também para todo aquele local... que após a remodelação... teve de se adaptar aos novos tempos... e prosseguir...
      Impressionante, como uma medida tão irresponsável, aqueles canteiros, que impediram os carros dos bombeiros de aceder ao local convenientemente, comprometeu toda aquela área... que ainda hoje... para mim... continua irreconhecível... e descaracterizada... não entendo, porque nunca se fez uma reconstrução mais aproximada do original, naquela área de cariz emblemático,do ponto de vista histórico, cultural e social... certamente registos documentais e de imagens, não faltariam... para recuperar o mais possível, a imagem de outrora...
      De facto, aquele Verão de 1988, foi inesquecível... estava no Norte do país, na altura do incêndio... pelo que da primeira vez, que por lá passei, algum tempo depois... foi um choque tremendo... ver o grau de destruição...
      Muito obrigada, Ailime, pela sua gentil presença e palavras!
      E como tão bem diz... a vida tem de continuar...
      Beijinhos! Continuação de uma excelente semana!
      Ana

      Eliminar
  58. Hello dear Ana!
    Wonderful picture and great photography!
    Love the details of the photo!!
    Wishing you a lovely weekend!Hugs!
    Dimi...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Thank you so much, dear DIMI, for your kind words and visit!
      A big kiss! Have a nice week!
      Ana

      Eliminar
  59. Os meus sentimentos pelo FCP
    mas o meu Sporinguê
    voilá, redimiu-se do porquê... ~_^```````

    Beijinhos e um bom e feliz dia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E como a vida, é composta de mudanças, João... um mês depois... tudo se inverteu... precisamente hoje, depois dos acontecimentos de Alcochete... faz todo o sentido dar os meus sentimentos ao Sporting do Bruno... e esperar que outro Sporting renasça rapidamente... com uma liderança bem diferente!... Porque tal como está... não tem futuro! Qual é o treinador e jogadores, que irão ficar, sujeitos a estas pressões inqualificáveis, dia após dia... semana após semana... a aturar as birras, e as loucuras de um menino mimado, à frente do clube?...
      Esperemos, que algo mude... muito rapidamente... a direcção do clube... se possível!...
      Beijinhos, João! Feliz semana!
      Ana

      Eliminar
  60. Lembro -me bem esse grande incêndio no Chiado porque estive em Lisboa naquele momento dramático. Embora a restauração durasse vários anos,no entanto com a conservação da fachada original, o Chiado tem guardado o seu esplendor de antes.
    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também tenho bem presente, esse dia... embora na altura, não estivesse em Lisboa... mas ver aquele lugar, que tanto frequentava, ser consumido pelas chamas... chocou-me imenso!...
      É verdade, a sua reconstrução durou vários anos... mas aquela zona, não mais teve o ambiente de antes. A modernização atraiu outro tipo de frequentadores... e quem conheceu o Chiado de outrora... ainda hoje, sente a diferença...
      Muito obrigada, Alfacinha, pela sua gentil presença, e comentário!
      Beijinho! Desejando-lhe umas óptimas férias!...
      Ana

      Eliminar
  61. Nunca me apercebi deste detalhe na fachada, tenho de lá ir procurar! =)
    Beijinhos,
    https://chicana.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também me aconteceu isso... e nem queria acreditar... como é que passando tantas vezes, por ali... tal me pôde ter escapado, por tanto tempo... tive que ir lá confirmar... após ver há algum tempo atrás, uma foto, no blog do Zekarlos, deste mesmo detalhe!
      Muito obrigada, Aninhas, pela tua simpatia de sempre!...
      Beijinhos! Boa semana!
      Ana

      Eliminar
  62. Passo por lá várias vezes nunca reparei neste pormenor.
    A foto é magnífica!
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também me aconteceu isso, Amélia!... Tendo ficado tão incrédula, comigo mesma!...
      Muito obrigada, pela sua gentil presença, e comentário!
      Beijinho! Continuação de uma boa semana!
      Ana

      Eliminar
  63. Adoro estrelas, tenho 23. E por isso, gostei muito da imagem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também é um símbolo, que me agrada... transmitindo a ideia de continuidade e protecção... embora não as tenha aqui em casa, em grande número...
      Muito obrigada, Diana, pela tua simpática presença!
      Beijinhos! Boa semana!
      Ana

      Eliminar
  64. Lindo pormenor e bela sugestão de música que acalma a alma.
    Beijos afetuosos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, Lucia, pela simpatia de sempre!... Bem como, pelas suas palavras de apreço e incentivo!...
      Um beijinho grande! Feliz semana!
      Ana

      Eliminar
  65. Respostas
    1. Muito obrigada, Marta, pela tua simpatia e atenção!
      Beijinho! Feliz semana!
      Ana

      Eliminar
  66. Nunca reparei nesse pormenor... mas quando lá passar vou vê-lo...
    Bom fim de semana, amiga Ana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também fiquei surpreendidíssima, comigo mesma, quando me apercebi de tal... apreciando uma das fantásticas fotos do Zekarlos, há algum tempo atrás...
      Muito obrigada, Jaime, pela amabilidade de sempre!
      Beijinho! Feliz semana!
      Ana

      Eliminar
  67. que pena que o incêndio fez tantos estragos !!
    mas é tão bonito quando preservamos o que nos foi deixado e podemos , como você disse ter olhos de ver !
    espero que sua mãe esteja bem melhor, e depois da cirurgia o mundo ficará bem melhor aos olhos dela, que fica livre de óculos e com a vista 100%.
    muitas melhoras à ela !
    É tão bom ter uma MÃE !!
    grande abraço.
    :o)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi mesmo um acontecimento marcante, Eliane... principalmente, para todos aqueles, que conheciam tão bem este local, antes do incêndio!...
      Mãe... felizmente, bem melhor... e já recuperando a vitalidade, que se foi um pouco abaixo, nas semanas seguintes, à segunda cirurgia...
      É verdade, Eliane! Como se costuma dizer... quem tem uma mãe... tem tudo!...
      Há que aproveitar ao máximo, a sua presença... sobretudo, porque já não vai para nova... pelo que cada dia... conta!...
      Muito obrigada, Eliane, pela sua imensa atenção e carinhosa presença!
      Um beijo imenso! Feliz semana!
      Ana

      Eliminar
  68. Adorei a frase " e segue sempre por bom caminho" assim como adorei a foto, requinte e pormenores de outros tempos. Beijinho Ana e feliz fim de semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, Sandra, pela sua imensa simpatia, presença, e palavras!
      Beijinho! Desejando-lhe a continuação de uma feliz semana!...
      Ana

      Eliminar
  69. Faz-me lembrar o lema de uma tropa especial, estilo 35. Companhia de Gurkas!
    Saudações grandelladas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade... parece uma daquelas saudações, ao estilo dos Comandos...
      Saudações militarizadas!
      Ana

      Eliminar
  70. Um belo pormenor e gostei bastante do texto.
    Um abraço.
    Autógrafos Futebol

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, Francisco, pela sua amável presença e palavras!
      Abraço! Votos de continuação de uma excelente semana!
      Ana

      Eliminar
  71. Muito interessante, quer a fotografia, quer as suas palavras a documentar espaços arquitetônicas , memórias passadas, de outros tempos longínquos. Que saibam ao menos preservar o que restou, o único testemunho de identificação. O património é história, ajuda-nos a situar e a conhecer melhor essa mesma história que veio do fundo do tempo, até nós.

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De facto, esta zona comercial, foi totalmente recuperada, PN, mas de uma forma meio descaracterizada... visando mais o presente, o futuro... e não recuperando totalmente os traços do passado... pelo que passou a atrair outro tipo de frequentadores... e o ambiente de outrora, perdeu-se!...
      Antigamente atraía bastante, alguma elite cultural do nosso país... agora... atrai mais uma elite, que procura o mediatismo... e o consumismo... pois perdeu-se muito do seu comércio tradicional... em detrimento de lojas de marca...
      Neste caso... o aspecto histórico... perdeu-se imenso, nesta reconstrução... ficaram de pés as fachadas dos edifícios... mas jamais recuperaram, a sua antiga alma...
      Grata, PN, pela sua simpatia de sempre, e pertinentes considerações, que muito aprecio!...
      Beijinho! Boa semana!
      Ana

      Eliminar
  72. Que foto tão bela e hipnotizadora, com esta frase perfeita:
    "Sempre por bom caminho e segue."
    Precisamos destes olhos de ver que Ana citou, ver profundo,
    senti e escolher em todos os caminhos, para seguir pelo
    bom caminho, a escolha certa da alma!...
    Adorei chegar aqui neste caminho belo e bom das artes e
    da alma, querida Ana!
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fico feliz, pela imagem ser do seu agrado, querida Suzete!
      Contudo, a mesma, não estaria aqui... se não fosse o olho clínico do Zekarlos... que me proporcionou uma visão idêntica, deste pedacinho de edifício, mas num estilo bem mais poderoso e marcante...
      Precisei dos olhos dele... para reparar num detalhe... pelo qual terei passado, centenas de vezes... sem o apreciar devidamente...
      E por isso... não dispenso visitar, e apreciar o seu espaço... onde tanto se aprende a olhar... com olhos de ver, verdadeiramente!... Vale a pena, conferir por lá, Suzete!...
      Grata pela simpatia e seu carinho, de sempre!
      Um beijinho grande! Feliz semana!
      Ana

      Eliminar
  73. Gosto dos caminhos deste blogue, querida Ana, dos detalhes fotográficos, das músicas, das opiniões e da poesia que nos inquieta e eleva. A história dos armazéns Grandela é aqui analisada e ligada ao rosto de Lisboa. Diremos que o Chiado fez botox e, sem as rugas do tempo, perdeu expressão.
    Magnífico post. Parabéns extensivos ao Zekarlos.
    Abraços.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muitíssimo obrigada, Teresa, pelas suas palavras que tanto incentivo e motivação nos passam!...
      E a Teresa, caracterizou lindamente, esta operação de cosmética, a que esta zona do Chiado foi sujeita!... De facto, "fez botox e, sem as rugas do tempo, perdeu expressão!" É a descrição perfeita, que vai de encontro, aquilo que eu também acho, desta... reconstrução!
      Imensamente grata, pela sua gentil presença, e considerações, que tanto aprecio, Teresa!
      Beijinho! Feliz semana!
      Ana

      Eliminar