domingo, janeiro 11, 2015

The only way is up...

Fotos de paisagem natural. / Natural landscape photos.

As árvores, têm uma qualidade que muito admiro: a sua verticalidade!
A sua única ambição? Não o desejo de querer subir, a qualquer custo... mas o desejo de saber estar, e permanecer erguidas, dignamente... de alguma forma... até mesmo, perante as contrariedades da vida...
Foto de Jorge Gonçalves, e mais um grande pensamento, em poucas palavras... como nós gostamos.
"A alegria de ver e compreender, é a mais bela dádiva da Natureza." (ALBERT EINSTEIN, 1879 - 1955)
As árvores, têm uma qualidade que muito admiro: a sua verticalidade! A sua única ambição? Não o desejo de querer subir, a qualquer custo... mas o desejo de saber estar, e permanecer erguidas, dignamente... de alguma forma... até mesmo, perante as contrariedades da vida... / Trees has a quality which I much admire: its verticality! Its only ambition? Not the wish to want to climb, at any cost... but the wish to know how to be, and stand tall, with dignity... somehow... even facing the adversities of life...
Ser digno / Stand tall
"Joy in looking and comprehending is Nature's most beautiful gift." (ALBERT EINSTEIN, 1879 - 1955) 
Trees has a quality which I much admire: its verticality!
Its only ambition? Not the wish to want to climb, at any cost... but the wish to know how to be, and stand tall, with dignity... somehow... even facing the adversities of life...
Photo by Jorge Gonçalves, and another great thought, in a few words, above... as we like.


32 comentários:

  1. essa aí parecia estar um pouco desorientada e não sabia bem para onde ir... mas por fim lá encontrou o caminho! basicamente as vezes também nos acontece isso na nossa vida!
    mas até que dá ai um bom sitio para estar sentado!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Realmente, esta árvore parecia um pouco desorientada, se calhar tinha vertigens, e medo das alturas... mas depois, lá se orientou...
      Um banquito um bocadito desconfortável, mas pelo menos, deu uma foto, com um bom motivo para um post...
      Abraço
      Ana

      Eliminar
  2. Curvas de alguma borracheira..._*

    Feliz e conseguida semana Bonita
    bjos de aqui dos calhaus(º-º

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se calhar, João... Quem sabe?...
      Mas depois, lá se resolveu endireitar outra vez, e lá foi à sua vida...
      Boa semana, João!
      Bjs
      Ana

      Eliminar
    2. Vida é esperança...~_

      Xoxo de aqui e conseguida feliz semana...

      Eliminar
    3. E só mesmo a esperança, nos permite erguer a cabeça, e olhar para cima.
      E deve ser por isso, que as árvores são verdes... Estão sempre cheias de esperança.
      Continuação de uma boa semana, João!
      Bjs
      Ana

      Eliminar
  3. Estou plenamente de acordo com o COTTIDIANUS !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, João!... Às vezes a vida dá voltas, e obriga-nos a dar voltas, com ela... mas no fim, tudo toma o devido rumo.
      Afinal de contas, a vida, somos nós... e as nossas circunstâncias...
      Beijinho.
      Ana

      Eliminar
  4. Nas árvores procuro o sentido a verticalidade e sustentabilidade do meu percurso.
    Na sua sombra o repouso final.
    -------------------------------

    Muito bonita a fotografia
    No meu sítio abordo o mesmo tema.

    Paro vós um novo ano muito feliz.
    Abraços.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E como sempre, em poucas palavras se diz tudo... e não me ocorreria uma forma melhor, de o fazer... é fantástico!...
      Já tinha imensas saudades suas, Armindo!
      Muito bom, tê-lo de volta por aqui! Já irei, daqui a pouco, ver o seu post, Armindo, e deliciar-me com uma espectacular imagem, de certeza absoluta...
      Igualmente, para si e todos os seus, um bom ano, com muita saúde, pleno de realizações, e cheio de oportunidades para efectuar fotos maravilhosas, que ficaremos a aguardar, na maior expectativa, aqui deste lado...
      Abraço
      Ana

      Eliminar
  5. Eu vou ter que deixar de ler os comentários, antes de fazer os meus...senão 'roubam-me' as palavras que eu is utilizar!...A Verticalidade que fica depois de muitas curvas e contra-curvas, como esta fotografia tão bem ilustra. As tuas palavras e mais o pensamento que deixas sempre, dão-me sempre que pensar!...mas também a ideia é essa, pôr esta gente toda a pensar, não é?
    1 beijinho, Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. HE HE HE!... Tenho sempre o mesmo problema... mas eu admito... sou cusca... e acabo sempre lendo os comentários... e não há nada a fazer... a não ser puxar pela cabeça, para dizer qualquer coisa diferente...
      A ideia é mesmo essa, Rute... ir sempre um pouco mais além, do que a fotografia, e levar-nos a reflectir sobre uma temática qualquer.
      Não sei se a minha "ténica" será muito apreciada, mas a mim, faz-me um bem tremendo, às vezes...
      Beijinhos, e obrigada!
      Ana

      Eliminar
  6. As árvores tem a mania que são sempre maiores que os outros. Até acho que ninguém, nada, mas mesmo nada, devia ser maior que eu. Eu é que devia ser a coisa mais alta e linda do mundo. Eu é que devia ter todos os recordes do mundo. Ninguém deveria ser superior a mim.
    Se fosse eu a mandar, mandaria podar todas árvores do mundo por forma a ficarem bonsais. Aos elefantes, mandaria todos para uma clínica de nutrição, para perderem peso e ficarem mais pequeninos. Ás girafas, só vejo uma solução, dar um nó ao pescoço, por forma a ficarem mais pequenas. Ás pessoas, a começar pelos jogadores de basquetebol, todos teriam de andar com uma mochila às costas, com peso suficiente, para que se curvassem e não ficassem maiores que eu.
    O único problema neste meu sonho, seria quando existisse trovoadas. Como seria a coisa mais alta do mundo, se calhar iria passar a ser um para-raios ambulante...
    Well... como em todos os sonhos, existe sempre um pormenor que nos escapa ao controle.
    :-P

    Mas que ligação tem este palavreado com a fotografia?
    Nenhum! Mas não é nisso que eu sou bom? Em falar de coisas que não tem lógica nenhuma? E dê-se por muito satisfeita por não ter falado sobre seios ou coisas afins.
    :-D

    O banquinho natural ficou bem retratado. É um perfeito convite para o repouso das nádegas de alguém.
    :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Remus, candidate-se a um cargo governamental qualquer... que eu voto em si...
      Se é para ouvir alguém a falar de coisas que não têm lógica nenhuma, que seja por alguém assim, com sentido de humor...
      E mesmo que não faça mais nada... a não ser fazer-nos rir... já será muito... pois os nossos políticos de agora, não têm capacidade, nem para nos arrancar, um sorriso amarelo.
      Favor indicar depois, onde se assina petição, a favor de Candidatura de Remus à Presidência... a Primeiro-Ministro... a Chefe da Filarmónica de Alguidares de Cima... ou qualquer outra coisa...
      Mas na política, vejo-lhe um futuro brilhante... Ou quem sabe em algum cargo na Parmalat...
      Parmalat... leite... seios... E talvez o problema se resolva, sem passar pela ala psiquiátrica...
      Beijos. Obrigada, Remus, pela visita e comentário.
      Ana

      Eliminar
  7. Dá vontade de montar uma rede e dormir uma sesta!

    Saudações naturais!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com este frio?... Invejo a coragem...
      Saudações enregeladas...
      Ana

      Eliminar
  8. Somos sempre surpreendidos pela natureza.

    Adoro árvores e adorei a tua magnífica foto!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pelo menos, é uma árvore... um pouco diferente do habitual, que o Jorge conseguiu descobrir... mas que deu para divagar, um pouco, sobre o tema da verticalidade... um bocadito retorcida, neste caso...
      Mas não há dúvida que, da Natureza, sempre podemos retirar muitas lições...
      Beijinhos, e obrigada pela simpatia de sempre.
      Ana

      Eliminar
  9. Fonte de energia inesgotável, quer verticais ou inclinadas oferecem-nos sempre sem nada pedir em troca, um abrigo, uma sombra, ou apenas um local para relaxar. Eu por mim ficava ali sentadinha naquele tronco a baloiçar, mesmo que o equilíbrio não fosse perfeito e corresse o risco de um trambolhão, dava o tempo por muito bem passado e sempre tinha umas ervas almofadadas para me refastelar.:)

    Beijos Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma imagem, de uma árvore, que o Jorge descobriu, com uma trajectória de crescimento invulgar, mas que acabou dando um bom motivo, para um post, por aqui...
      Beijos, Manu! Obrigada pela visita e comentário.
      Ana

      Eliminar
  10. Grande este teu post, acho que já foi tudo dito.
    Eu sentava-me naquele ramo, acho que nasceu assim para alguém poder contemplar a natureza. Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, Zekarlos!
      Uma das vantagens de se viver próximo do campo, é a de se poder fazer descobertas assim, de vez em quando...
      Bjs
      Ana

      Eliminar
  11. É uma árvore amiga dos trepadores.
    Começamos a subir, ficamos cansados, a árvore na sua majestosa simpatia, formou um pequeno assento para recuperarmos as energias. Depois, toca a subir, até onde não sei, a fotografia não alcança o topo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para baixo, todos os santos ajudam... mas devia ser ao contrário, as subidas é que dão uma grande canseira...
      Deixo aqui a minha reclamação, ao nosso Arcebispo da Fé, para ele meter os santos na Ordem... antes que se constipem...
      Se a fotografia alcançasse o topo... ficava muito comprida... e aos zigue-zagues... por isso... ficou só assim. Era uma árvorezita meio desnorteada, mesmo...
      Abraço
      Ana

      Eliminar
  12. Gosto de fotografar árvores.
    Acho esta lindíssima, principalmente pela cor da foto!
    Maravilha:)

    Beijinhos:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também adoro fotografar árvores.
      Esta, foi uma descoberta do Jorge... e imperdível, pela sua estranha configuração...
      Muito obrigada, Isabel! ;-))
      Beijinhos
      Ana

      Eliminar
  13. Muito bem observado Jorge.
    As árvores sempre encontram um espaço para subir e se desenvolver, desviando de obstáculos, sem incomodar ninguém.
    Por que os seres humanos não são assim?
    Abraços

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Porque os seres humanos, por vezes, têm uma cabeça dura, onde não entra a razão, nem o entendimento, Jéff...
      As árvores, têm a mesma sabedoria da água. Nunca se confrontam com os seus obstáculos... contornam-nos, e simplesmente, seguem a sua vida...
      Beijos
      Ana

      Eliminar
  14. Ana, tão maravilhosa que levei pra lá!
    Obrigadão, acabou de ser publicada, nesse momento!


    bjs, chica( http://fincandoraizes.blogspot.com.br/2016/01/tente.html)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agradecendo o destaque e atenção, que nos foi dispensada!...
      Obrigadão eu, Chica!...
      Um beijinho, super mega gigante!
      Ana

      Eliminar
  15. Bom dia, querida Ana!
    São curvas não esperadas que a vida nos dá... mas é preciso aceitar o que parece torto também...
    Bjm muito fraterno

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite, Rosélia!
      Não sei como aconteceu... mas por alguma razão este seu comentário escapou-me... pedindo desculpa pelo meu atraso na resposta, por aqui!...
      Tem toda a razão... mesmo as curvas inesperadas da vida, podem trazer com elas preciosos ensinamentos... e inesperadas possibilidades de novos caminhos, que de contrário... nem sequer consideraríamos!
      Beijinho! Agradecendo a sua gentil visita... e mais uma vez, pedindo imensa desculpa, pelo meu atraso na resposta...
      Ana

      Eliminar