domingo, novembro 16, 2014

This is the key...

Fotos de objectos. / Objects in photos.

Porque o tempo é irreversível, qualquer arrependimento, será sempre tardio...
Contudo, só o arrependimento, é a chave que poderá abrir qualquer fechadura... de alguma porta, que entretanto se tenha fechado.
O arrependimento, às vezes, é mesmo o último elo, que reverte os estragos do tempo: não muda o passado, mas pode alterar o futuro.

Foto de Jorge Gonçalves... e mais um grande pensamento, das nossas preferências, de um autor contemporâneo, com vários livros publicados, relacionados com a temática fascinante, que é o tempo...
"Saber afastar-se e aproximar-se é a chave de qualquer relação que dure." (DOMÉNICO CIERI ESTRADA)
Porque o tempo é irreversível, qualquer arrependimento, será sempre tardio... Contudo, só o arrependimento, é a chave que poderá abrir qualquer fechadura... de alguma porta, que entretanto se tenha fechado. / Because time is irreversible, any regret, will always come late... However, only the regret is the key which might open any lock, of any door, which meantime might have been closed.
Esta é a chave... / This is the key...
"To know when to go away and when to come closer is the key to any lasting relationship." (DOMÉNICO CIERI ESTRADA) 
Because time is irreversible, any regret, will always come late...
However, only the regret is the key which might open any lock, of any door, which meantime might have been closed.
The regret, sometimes it is really the last link, that reverts the damages of time: doesn't change de past, but it can change the future.

Photo by Jorge Gonçalves... and another great thought, above, of our preferences, from a contemporary author, with several books published, related to the fascinating theme, which is time...


26 comentários:

  1. parafraseando os ensinamentos católicos, os arrependidos vão para o céu... e com razão! quantas vezes depois de se terem arrependido alguns casais tem o céu!!! :D
    boa imagem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma coisa é certa... Deverá haver muito poucas pessoas que não se arrependam de nada... porque afinal a vida não veio com o manual de instruções atrás...
      Obrigada pela visita e comentário, Paulo!
      Bom final de domingo.
      Abraço
      Ana

      Eliminar
  2. Abrir portas é criar oportunidades. É ter acesso ao desconhecido ou reviver o passado. É realizar sonhos e entrar no "tempo". É ser posto à prova, é desafio.

    Fotografia a condizer. Gosto.

    Abraços.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Abrir portas, é isso mesmo, Armindo!
      E depois o arrependimento, é a melhor prova de que se aprendeu com o erro: não muda o passado, mas pode sempre alterar o futuro.
      Muito obrigada, Armindo, pela visita, palavras de apreço, e palavras de reflexão, que tanto aprecio.
      Um abraço
      Ana

      Eliminar
  3. A foto é muito boa... e é sempre bom haver existir a possibilidade de outra possibilidade...

    beijo amigo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É o que a vida tem de bom: alternativas, possibilidades, oportunidades...
      Obrigada pela visita e comentário, Daniel!
      Sucesso para o novo livro.
      Bjs
      Ana

      Eliminar
  4. Perfeitas palavras para um momento de reflexao!
    Boa semana Ana! ;-)
    Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para reflectir... e combinar com a foto... :-))
      Boa semana também, por aí, Lúcia!
      Obrigada pela visita.
      Beijo
      Ana

      Eliminar
  5. Por vezes o arrependimento já vem tarde...

    Uma sintonia perfeita entre a excelente foto e o texto.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Às vezes, é mesmo verdade, Elisa!... Só cada um saberá avaliar...
      Obrigada pela visita, e amabilidade de sempre.
      Beijinhos
      Ana

      Eliminar
  6. Belíssima foto! Gostei muito!
    Vale sempre a pena reconhecer que se errou, se assim aconteceu e continuar em frente.
    O tempo é curto e há que aproveitá-lo muito bem:)

    Boa semana:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Isabel!
      Acho que de erros e arrependimentos... ninguém estará imune... faz parte da condição humana...
      Igualmente, uma boa semana, Isabel!
      Beijos
      Ana

      Eliminar
  7. Um elo que encerra qualquer mágoa _ o arrepender-se reconhecer e seguir em novas empreitadas,.
    Muito boa reflexão e foto muito simpática.
    boa semana aos dois amigos.
    com abraços

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também gostei da sua interpretação, Lis! Tá bem visto!
      Obrigada, nós, pela sua habitual simpatia, e assiduidade, por aqui, Lis...
      Uma óptima semana, também para você!
      Beijos
      Ana

      Eliminar
  8. É confortável redimir...

    aligeirar a alma dos que sofrem
    pena que esta malta
    já nem à Igreja se desloquem....~_º

    Embora raro
    quando entro numa Igreja
    respiro e sinto paz...

    Uma bela tarde desejada de aqui dos calhaus frios dos Penedos Altos
    xoxo


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De arrependimentos... acho que ninguém de livra...
      Se eles terão o resultado desejado... já será outra história... principalmente se envolverem outras pessoas... a vida às vezes é complicada... ou são as pessoas que a complicam...
      Também é como gosto de ir à igreja, João... quando estão vazias... Preciso de silêncio para ouvir, quando Alguém lá do alto, tem alguma coisa para me dizer...
      Um xoxo, daqui da Aldeia, nesta tarde fria e cinzentona, por aqui...
      Ana

      Eliminar
    2. Bela e feliz noite de encanto sereno...

      Eliminar
    3. Igualmente, João, uma noite calma e serena, ai para os lados da Serra... onde os anjos sempre estão mais perto das estrelas...
      Bj
      Ana

      Eliminar
  9. A chave, a chave!
    O dinheiro, o dinheiro!


    Para mim, é impossível não associar uma chave a esta "pérola" da televisão nacional: o concurso "A Amiga Olga". Ainda hoje, basta ouvir a sequência de palavras "A chave" que automaticamente vem à minha mioleira complemento "O dinheiro, o dinheiro!".
    O que posso dizer? São traumas minha gente. Muitos traumas de infância. :-P

    Mas não concordo nada com essa frase do "só o arrependimento, é a chave que poderá abrir qualquer fechadura". Ainda há questão de uns meses, eu esqueci-me da chave dentro de casa. Eu bem que me arrependi de ter esquecido da chave, mas mesmo assim a porta não se abriu. Acabei que ter que ficar à espera, sentado na soleira da porta, à espera que alguém chegasse com outra chave.
    :-P

    Mas falemos da fotografia, da qual só posso falar bem. O pormenor da florzinha e espreitar por entre a abertura da chave, foi um pormenor bem pensado.


    PS: Agora que já sei onde guarda a chave de entrada (quem entra é no canteiro da esquerda), só me resta descobri qual será a casa... Mas tudo a seu tempo!
    :-P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso, não tenho muita paciência para concursos, Remus...
      Devo ser das únicas pessoas, neste país, que nunca viu uma única sessão do Preço Certo, por exemplo...
      Também gostei do pormenor da flor... sempre dá uma ideia da escala de quão pequenas estas flores são... Foi ideia do Jorge.
      Por acaso esta chave é dum portão da casa do Jorge... e anda sempre no porta chaves, do Jorge... Se descobrir a casa, Remus... não terá razões para não ser bem-vindo!...
      Obrigada pela visita e comentário, Remus!
      Bjs
      Ana

      Eliminar
  10. Que cada um a use (a chave) para abrir e fechar as suas portas...

    Saudações do Areeiro!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem mais!...
      Chaves? Do Areeiro, boa!!!... Pois claro!...
      Saudações aquáticas... com este dia de chuva...
      Ana

      Eliminar
  11. Uma frase bastante significativa. Há momentos para se usar ou não as chaves. A da foto, entre folhas e flores, encanta. Bjs.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E só mesmo cada um saber como, e se as deve usar...
      A foto foi uma ideia do Jorge, que resultou em pleno, para demonstrar o quanto é pequena esta pequena flor, que se descobriu lá no seu jardim...
      Obrigada pela visita e palavras, Marilene!
      Beijos
      Ana

      Eliminar
  12. Baita texto sobre o tempo e uma foto muito bem executado pelo amigo "cunhado" Jorge rsrsr
    Grande abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nossa, Jéff!
      Você nos deixa nas nuvens com seus elogios...
      O nosso muito obrigado!
      Beijão
      Ana

      Eliminar