quinta-feira, julho 17, 2014

The simple things in life...

Fotos de flores. / Flower photos.

Hoje, por aqui, deixo a imagem de uma pequena flor... pequeníssima mesmo... tão pequena, que praticamente nos passa despercebida, aos nossos olhos... mas que, no entanto, resulta bastante bem, em fotografia.

O seu nome é Morrião-dos-Campos, ou Morrião Vermelho, ou de seu nome científico, Anagallis Arvensis... informação esta, que descobri graças ao Armindo Alves, do blog Terra Viva, num dos seus... sempre fabulosos... posts.

É assim, uma flor... simples, distinta, e encantadora... de reduzidas dimensões, que parece querer recordar-nos... que a grandeza das coisas, não reside nas coisas, em si mesmas... mas nos olhos, de quem as sabe ver...
Foto de Ana Freire... e mais um grande pensamento, de um dos meus autores preferidos, da actualidade.
"As coisas mais simples da vida, são as mais extraordinárias, e só os sábios conseguem vê-las." (PAULO COELHO, in "O Alquimista", 1988)
A grandeza das coisas, não reside nas coisas em si mesmo, mas nos olhos de quem as sabe ver. / The greatness of things, lies not in the things themselves, but in the eyes of those who are able to see it.
Coisas simples da vida... / The simple things in life...
"It is the simple things in life that are the most extraordinary; only wise men are able to understand them." (PAULO COELHO, in "The Alchemist", 1988)
Today, I leave here, the image of a small flower...
A tiny little flower, indeed... so small that practically goes unnoticed to our eyes... but which, however, results quite well in photography.

It is known as Shepherd's Clock, Red Chickweed, or by its scientific name Anagallis Arvensis... I found this information, thanks to Armindo Alves, from the blog Terra Viva, on one of his fabulous posts... as always.

So, it is a very small flower... simple, distinct and quite lovely... which seems to want to remind us... that the greatness of things, lies not in the things themselves... but in the eyes of those who  are able to see it...
Photo by Ana Freire... and another great thought, above, of one of my favotite authors of the present.


22 comentários:

  1. Lindas, realmente !

    Desculpa só escrever isto, mas é tarde...

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  2. Muitíssimo obrigada, João!
    Pela simpatia, e pela atenção, mesmo até em horas tão tardias...
    Mais uma vez, os meus agradecimentos.
    Um beijo
    Ana

    ResponderEliminar
  3. Esta corresponde bem aquela máxima de que menos é mais.

    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas é que é mesmo, Zékarlos...
      E eu adoro demonstrar isso, vezes sem conta... e em vários contextos...
      Bjs
      Ana

      Eliminar
  4. Beleza,delicadeza e sensibilidade nesta tua magnífica foto.

    As coisa simples da vida são as melhores.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para mim são mesmo, Elisa, e nunca me canso de o provar... a mim mesma... e aos outros...
      Obrigada pela simpatia de sempre, e pela visita.
      Um beijo grande, e um excelente final de semana.
      Ana

      Eliminar
  5. As flores são tão pequeninas, mas tão pequeninas, que até consigo ver melhor a joaninha do que as flores.
    :-)

    A beleza é sempre algo relativo. E ainda bem que assim é. Caso contrário, para evitar sustos nas outras pessoas, eu seria obrigado a usar um burka sempre que saísse de casa.
    :-D

    O "caminho" criado pelas flores, conduzem o nosso olhar por toda a fotografia.
    Essa é umas das regras da fotografia e penso que também da pintura, a ideia de criar caminhos para o olhar.
    Está aprovadíssima.

    PS: Coloquei-a à procura da joaninha?
    Não procure mais, porque ela só existe na minha cabeça.
    :-D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Remus, uma joaninha estaria para esta flor... quase como um elefante ao pé de um ratinho...
      Bom saber, então que o Remus, faria um tremendo sucesso nos países árabes... por conta da burka... quer dizer que ainda valeria uns camelitos...
      O Remus também anda inspirado... gostei da expressão "criar caminhos para o olhar"... dá-me umas ideias para um postzito... um dia destes...
      Obrigada pela visita, pelas palavras, e pelo bom humor de sempre.
      Bom final de semana. Bjs
      Ana

      Eliminar
  6. A natureza dá-nos bons exemplos todos os dias e a prova disso está nesta foto. Flores pequeninas que na sua simplicidade brilham tanto como se fossem enormes.
    As pessoas deviam seguir o exemplo das flores e fazer da humildade um lema de vida, para atingir a sabedoria. Adorei a frase e não podia estar mais adequada.
    Gostei destas tuas flores e de toda a informação sobre ela. Na blogosfera estamos sempre a aprender.

    Beijos Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Manu!
      Já teria esta foto para sair por estes dias, quando a informação relativamente ao seu nome, surgiu, bem na hora... através do meu poeta de imagens da natureza, de eleição... Armindo Alves, do Terra Viva.
      E as frases emblemáticas de Paulo Coelho... sempre combinam, com tudo o que seja simplicidade, e natureza.
      Bom fim de semana.
      Beijos
      Ana

      Eliminar
  7. Olá Ana,

    muito bonita essa flor, sem dúvida que provavelmente já me passou despercebida!
    Gostei da nota descritiva!
    Bom fim de semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Rui!
      Pelas suas reduzidas dimensões... muito provavelmente...
      Mas acho que se encontra, por todo o território continental, e ilhas... certamente, também se encontrará por aí, por esses lados...
      Obrigada pela visita, e comentário.
      Um excelente final de semana.
      Um abraço
      Ana

      Eliminar
  8. excelente! gosto muito desta fotografia! sem dúvida existe um mundo mágico no meio das ervas daninhas... um dia destes vou explora-lo também :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas é que existe mesmo, Paulo...
      E quando se lhe presta a devida atenção... não é que... até este nosso mundo... parece muito maior?...
      Bom domingo, e obrigada pela visita.
      Um abraço
      Ana

      Eliminar
  9. Oi mAna.
    Como diz o ditado: São nos menores frascos que estão os melhores perfumes.
    Essa foto prova justamente isso.
    Achei tanto a foto quanto o texto, belíssimos.
    É assim que devemos ver a vida.
    Bjão

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, maninho! Valeu!!!
      Fico feliz, que você tenha gostado... e adorei o seu ditado... dentro do mesmo espírito, do que pretendi passar, no post...
      Obrigada, pelo montão de comentários, sua visita e o seu carinho de sempre.
      Beijos
      Ana

      Eliminar
  10. Pequeninas e tão cheias de encanto... beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Teca!
      Por sua visita e gentileza de sempre.
      Um beijo.
      Ana

      Eliminar
  11. Podem ser pequenas em tamanho, mas são "grandes" em beleza. Bem apanhado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, Helena, pela visita e comentário.
      Bjs
      Ana

      Eliminar
  12. Simples, belas e frágeis. Como um pequeno desejo que se esconde entre insinuantes delírios.

    Penso que estará de férias.Não tenho visto novas publicações.Se assim for, desejo um feliz descanso.

    Como faço para publicar o desafio que me fez?

    Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pela visita, Armindo, e pela gentileza habitual.
      Ainda não estou de férias, mas quase. Só no final da próxima semana é que suspenderei as publicações, aqui, por algum tempo.
      Ainda tenho estado a publicar, sendo o meu post mais recente, datado da passada quarta feira, 23 de Julho.
      Em relação ao desafio, Armindo, poderá ser conforme lhe seja mais favorável...
      Poderá responder no seu blog, se o desejar, acompanhado de alguma das suas fotos, que melhor se adeque, conforme fizeram outros participantes do desafio... ou, se preferir, poderá responder directamente, na forma de comentário habitual, aqui mesmo, no meu blog, no post intitulado Tags, no qual o desafio foi lançado. Esta opção, também foi escolhida por outros participantes.
      Fico feliz por desejar participar, Armindo!
      As suas palavras são sempre de grande sabedoria, e deveras inspiradoras.
      Mais uma vez, os meus agradecimentos.
      Um abraço
      Ana

      Eliminar